MARCELO RODRIGUES DOS SANTOS

Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Resumo profissional
Área de pesquisa
Nome para créditos

Resultados de Busca

Agora exibindo 1 - 6 de 6
  • Artigo Científico
    Age-dependent taxes with endogenous human capital formation
    (2018) MARCELO RODRIGUES DOS SANTOS; Costa, Carlos E. Da
  • Artigo Científico
    (MIS)Allocation Effects of an Overpaid Public Sector
    (2021) Cavalcanti, Tiago Vanderlei de Vasconcelos; MARCELO RODRIGUES DOS SANTOS
  • Trabalho de Evento
    Gray Zones: On the Causes of Slum Formation
    (2016) MARCELO RODRIGUES DOS SANTOS; Cavalcanti, Tiago Vanderlei de Vasconcelos; Mata, Daniel F. P. G. da
  • Artigo Científico
    The impact of aids on income and human capital
    (2011) MARCELO RODRIGUES DOS SANTOS; Ferreira, Pedro Cavalcanti; Pessoa, Samuel
  • Artigo Científico
    Moving to a Consumption-Based Tax System: A Quantitative Assessment for Brazil
    (2010) MARCELO RODRIGUES DOS SANTOS; Pereira, Thiago Neves
    Uma importante questão em política tributária é se o sistema de tributação deve ser construído com foco na taxação da renda ou do consumo. Muito do interesse em política tributária vem da disseminada crença que as taxas sobre a renda e a poupança tendem à reduzir o produto de longo prazo, retardando a criação e a expansão das firmas e desencorajando a oferta de trabalho e o investimento. Seguindo essa idéia, o governo brasileiro propôs uma reforma tributária a qual, basicamente, substitui a taxação do investimento e do trabalho pela taxação do consumo. Nesse artigo, nós desenvolvemos um modelo dinâmico de equilíbrio geral com agentes heterogênios para investigar quantitativamente os efeitos econômicos e distributivos de tal reforma. O modelo é calibrado de forma a reproduzir selecionadas estatísticas da economia brasileira. Nós também usamos o modelo calibrado para calcular a perda de peso morto causada por cada tipo de tributação, o que permite analisar a racionalidade da mudança do sistema tributário proposta pelo governo. O principal resultado do artigo é que, embora a reforma tributária aumente a acumulação de capital, o emprego e o produto da economia, ela também aumenta a desigualdade, uma vez que, além da redução da regressividade do sistema, os indivíduos com baixa renda e que enfrentam restrição à crédito não se beneficiam da redução da taxação da poupança.
  • Trabalho de Evento