Resultados de Busca

Agora exibindo 1 - 1 de 1
  • Dissertação
    A sustentabilidade no brasil: conceitos que delimitam a responsabilidade social corporativa e o desempenho financeiro
    (2017) Andrade, Raquel Keiko De Sales
    O papel da firma como agente social de mudança é um tema bastante discutido dentro da teoria de administração, sendo o retorno para o acionista um dos principais pontos de discordância relacionados a esse tipo de iniciativa. Por outro lado, a existência de um relativo gap de informações quantitativas sobre o tema no Brasil dificulta o desenvolvimento e aprofundamento das análises dessa relação das empresas atuantes no país. A divulgação das respostas das empresas participantes da carteira ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) da BM&F permitiu que se construísse um indicador de sustentabilidade comparável entre as empresas e ao longo dos anos. Embora a instituição possua essas informações, ela não divulga os resultados das empresas de forma desagregada e, por isso, a proposta de construção desse indicador seria contribuição para futuras pesquisas acadêmicas sobre o tema no Brasil. Além disso, seguindo a proposta de Barnett (2007), um dos objetivos deste estudo é o aprofundamento da compreensão dos fundamentos por trás das diferenças de retorno observadas entre as empresas. Nesse sentido, a hipótese levantada está relacionada à existência de uma relação curvilínea entre o desempenho corporativo social e o desempenho financeiro. Ela foi baseada no framework proposto e testado por Barnett e Salomon (2012) de que o retorno financeiro advindo do desempenho social das empresas depende da capacidade acumulada que elas possuem de influenciar o stakeholder (SIC – Stakeholder Influence Capacity). Dessa forma, a construção do indicador de desempenho social proposto permitiu que a hipótese da existência de uma relação quadrática entre a performance corporativa social e o desempenho financeiro fosse testada para as empresas atuantes no Brasil.