Resultados de Busca

Agora exibindo 1 - 2 de 2
  • Artigo Científico
    Rappers em São Paulo : conexões, disconexões e transgressões
    (2012) CHARLES KIRSCHBAUM
    Um "campo organizacional" pode ser descrito como uma rede social de atores que estão envolvidos no monitoramento recíproco. Nosso objetivo principal é investigar em que medida os atores sociais dedicam atenção semelhante, dependendo das categorias sociais que eles partilham. Foram entrevistados 35 rappers na cidade de São Paulo, Brasil. Ao longo das entrevistas, mostramos aos nossos entrevistados uma lista de 246 grupos de rap de destaque no Brasil. Para cada grupo, perguntamos aos nossos entrevistados se poderiam apresentar-se com esse grupo no mesmo concerto. Como resultado, obtivemos uma lista de possíveis laços entre os rappers. Nossa análise gerou uma “rede consenso”, juntamente com a análise das semelhanças entre os entrevistados, de acordo com suas respostas. Coletou-se o estilo de rap que melhor representava cada entrevistado. Além do estilo, foram coletadas variáveis de controle como idade, tempo no campo, educação formal, renda e repertório. A educação formal, renda e repertório foram significantes, independentemente da afiliação do entrevistado. As afiliações a igrejas pentecostais e ao estilo Underground foram positivas e significantes. Foram geradas agregações parciais das respostas com base nessas categorias, a fim de aprofundar-se a análise da forma como grupos de entrevistados diferem em seus padrões associativos.
  • Trabalho de Evento
    Um “Campo” de Oportunidade para o Patrocinador: um Estudo Sob A Perspectiva Da Identidade Social
    (2016) Fleury, Fernando A.; Corat, Pedro; GIULIANA ISABELLA; Araujo, Alcides Carlos de; Feldmann, Paulo Roberto; Cruz, Ana Carolina Costa
    Entender quais aspectos da experiência de consumo são necessários para o desenvolvimento de um patrocínio eficaz é a chave para o marketing esportivo se tornar eficiente. Este artigo propões que o resultado positivo de um patrocinador é resultado de um alinhamento entre patrocinadores, patrocinados e consumidores, ou seja, tenham objetivos ou características em comum. Desta forma, o presente estudo visa investigar a relação existente destes atores. Para isto, optou-se por estudar o patrocínio no esporte. Propõe-se ainda que os torcedores mais assíduos ao estádio são mais abertos a se relacionar com os patrocinadores e, por consequência adquirir seus produtos. Assim, por meio de análise fatorial confirmatória (CFA) e modelo de Equação Estrutural, analisa-se 5 hipóteses que demonstram a relação entre identificação com time, o esporte, e o estádio e a influência destes mecanismos na experimentação de novos produtos dos patrocinadores. Os dados foram coletados com 928 torcedores da cidade do Rio de Janeiro, em duas partidas realizadas no Maracanã. As análises do modelo corroboram com 4 das 5 hipóteses apresentadas. E ainda, indicam existir um forte papel no desenvolvimento das relações entre torcedor e patrocinador, já que o envolvimento do torcedor com o estádio interfere no modelo. Os resultados deste estudo permiti inferir que investir nas arenas esportivas pode trazer resultados além das bilheterias. O estádio pode ser a chave para o sucesso financeiro dos times. Pesquisas futuras e limitações do estudo são discutidas no final do artigo.