Estereótipos e experiências discriminatórias no ambiente de trabalho: um estudo comparativo entre jovens nascidos antes de 1994 e entre 1994 e 2000

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Lima, Luciana Campos
Co-orientadores
Tipo de documento
Relatório de Iniciação Científica
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Buscou-se analisar a relação entre estereótipo e discriminação no ambiente de trabalho considerando a perspectiva de profissionais nascidos antes de 1941, considerados pela literatura como da geração XY versus a de profissionais nascidos entre 1994 e 2000, tidos como geração Z. Realizou-se (i) uma revisão sistemática da literatura com a finalidade de mapear o estado da arte e criar o modelo conceitual da temática, definindo premissas do modelo e hipóteses, e (ii) uma survey com análise descritiva comparativa e modelagem de equações estruturais, visando identifica a percepção dentre e entre os dois grupos de profissionais, bem com testar empiricamente o modelo concebido na primeira etapa. Destacam-se do conjunto de resultados: (i) o equilíbrio entre os estereótipos positivos que os jovens profissionais se atribuem (50%) e o fazem para os mais velhos também (50%), (ii) o público mais velho atribuem muito mais estereótipos negativos aos jovens (73%) do que a si mesmos (27%); dentre oito itens de discriminação no ambiente de trabalho, o único em que os profissionais mais velhos consideram ser mais discriminados dos que os mais jovens são com relação a avaliação injusta em decorrência da idade, em todos os demais itens os profissionais nascidos entre 1994-2000 se sentem mais discriminados dos que os mais velhos.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação