Um Estudo sobre a Vitimização na Cidade de São Paulo

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Co-orientadores
Tipo de documento
Working Paper
Data
2008
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este trabalho aplica a teoria de economia do crime para dados brasileiros. Seguindo os modelos de Becker (1968), Hinderlang et al. (1978) e Cohen et al. (1981), testou-se o impacto de fatores microeconômicos na criminalidade. Para tanto, procurou-se identificar os determinantes de vitimização e de notificação do crime à polícia, via modelo probit, utilizando a pesquisa de vitimização do Instituto Futuro Brasil de 2003. Os principais resultados indicam que os fatores que impactam a probabilidade de vitimização significativamente são as variáveis demográficas, de condição econômica e hábitos pessoais. Os modelos de “estilo de vida” e “oportunidade” mostram bom desempenho.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação