A responsabilidade dos custodiantes brasileiros acerca dos beneficiários efetivos dos investidores não residentes

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Roque, Pamela Gabrielle Romeu Gomes
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2018
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A responsabilidade dos custodiantes brasileiros acerca dos beneficiários efetivos dos investidores não residentes gera debates e questionamentos acerca da legalidade e legitimidade do Poder Público de compelir o ente privado a detectar e identificar as reais pessoas que são beneficiárias dos investimentos auferidos e incentivos fiscais. Nesse diapasão, em razão da mudança de postura do fisco brasileiro, o presente trabalho abordará os aspectos históricos e conceitos acerca do investidor não residente no Brasil sob a ótica da legislação fiscal e financeira em vigor. O trabalho aprofundará acerca da responsabilidade legal dos custodiantes brasileiros quanto aos beneficiários efetivos dos investidores não residentes. Abordará quais são as limitações legais e regulatórias para demonstrar a impossibilidade de compelir os custodiantes brasileiros a investigarem, aprofundarem e obrigarem seus clientes a colacionarem a cadeia de investimentos que trazem ao país. Serão analisados os principais impactos econômicos que tal medida pode ensejar ao Brasil, bem como se existe segurança jurídica na imediata mudança de regra-postura imposta pelo fisco a fim de justificar a conduta imposta. O método utilizado é o dedutivo, sob a análise de doutrina, Lei e julgados acerca do tema.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Roque, Pamela Gabrielle Romeu Gomes
Área do Conhecimento CNPQ
Citação