As precauções para a coleta de dados pessoais no marketing direto à luz da Lei Geral de Proteção de Dados e legislações coligadas

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Roque, Pamela Gabrielle Romeu Gomes
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2019
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Com a aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados, uma questão específica vem preocupando grande parte das companhias atuantes no mercado brasileiro, qual seja: as precauções a serem adotadas para a coleta de dados pessoais para a realização de marketing direto. A questão a ser abordada é importante uma vez que o marketing é o meio utilizando mundialmente para a captação de novos clientes por empresas de todos os portes, havendo a necessidade de atenção minuciosa à Lei Geral de Proteção de Dados, que entrará em vigor em agosto de 2020, para evitar qualquer prejuízo no andamento de seus negócios e até mesmo as pesadas sanções previstas. No presente trabalho abordaremos os cuidados que devem ser adotados pelas empresas ao realizar seu Marketing Direto analisando, não somente a Lei Geral de Proteção de Dados, como também a legislação que fundamentou a sua origem, qual seja Genaral Data Protection Regulation da União Europeia, e as legislações atualmente vigentes no Brasil que, muito provavelmente, irão adaptar-se à aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados brasileira.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Roque, Pamela Gabrielle Romeu Gomes
Área do Conhecimento CNPQ
Citação