Securitização de direitos creditórios não performados nos fundos de investimento em direitos creditórios: FIDC

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Roque, Pamela Gabrielle Romeu Gomes
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Tendo em vista a constante evolução e sofisticação das operações realizadas no mercado financeiro e de capitais na busca de alternativas para a captação de recursos, a securitização ganhou espaço no cenário nacional a partir da publicação da Resolução do Conselho Monetário Nacional n°. 2.907/01 e pela instrução da Comissão de Valores Mobiliários nº. 356/01. O presente trabalho tem por objetivo abordar alguns conceitos, riscos e mecanismos de reforço de crédito inerentes à “Securitização de Direitos Creditórios Não Performados nos Fundos de Investimento em Direitos Creditórios – FIDC”. No desenvolvimento do tema mencionado, serão abordados alguns dos principais conceitos e definições que envolvem a securitização de ativos no Brasil, desde o seu surgimento aos tempos atuais. Além disso, serão apresentadas a estrutura de funcionamento e as principais características dos fundos de investimento em direitos creditórios no Brasil, sobretudo no que diz respeito aos direitos creditórios à performar. Por fim, serão analisados os riscos inerentes às operações lastreadas em direitos creditórios à performar e os mecanismos de reforço de crédito e gatilhos de segurança usuais para este tipo de operação com base nas operações celebradas no mercado local.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação