Doutorado em Economia dos Negócios

URI Permanente para esta coleção

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 20 de 28
  • Tese
    Previsão Da Inflação No Brasil Utilizando Abordagem Desagregada E Aprendizado De Máquina
    (2023) Ferreira, Bruno Paulo
    O presente trabalho aborda a utilização de técnicas de aprendizado de máquina para prever a inflação agregada a partir de dados desagregados de preços de diferentes categorias. São utilizados dados de séries temporais de preços de bens e serviços, bem como dados macroeconômicos relevantes, para construir o modelo de previsão. O modelo é construído usando uma variedade de algoritmos de aprendizado de máquina, incluindo modelos de regularização, árvores de decisão e máquinas de vetor de suporte (SVM). Os resultados indicam que o modelo proposto apresenta desempenho superior aos modelos de previsão adotados como benchmark neste estudo. Além disso, o estudo mostra que o desempenho do modelo é aprimorado quando os dados desagregados são incluídos no modelo.
  • Tese
    Essays in Macroeconomics and Information
    (2023) Monteiro, Victor Espanha da Costa
    Esta dissertação é composta por três artigos independentes sobre temas amplos em macroeconomia e informação incompleta. O primeiro artigo modela a decisão acerca dos preços da empresa com base na estrutura organizacional interna da firma e seu desalinhamento de incentivos. Este modelo, endogenamente, é capaz de repro duzir a fatos estilizados como o período de duração dos preços, a heterogeneidade da distribuição de preços entre setores, a existência de pequenas mudanças e o com portamento de promoções e preços de referência. O segundo artigo desenvolve um modelo de economia de rede sob informação incompleta, onde o grau de informa ção e a formação de vínculos entre as empresas interagem, distorcendo a decisão dos produtores e as alocações agregadas da economia. Consequentemente, o conhe cimento sobre o desenho da rede e suas conexões exercem papel fundamental na maneira como as firmas se organizam e serve como um instrumento de política pú blica. O terceiro artigo propõe um modelo de parada ótima para definir o problema de decisão do banco central sobre o momento ótimo de agir, com base na racionali zação dos dilemas usuais que um banqueiro central enfrenta: volatilidade real versus volatilidade financeira, reagir ao ruído versus reagir aos choques.
  • Tese
    Essays on Wages, Firmas and Labor Dynamics
    (2022) Sousa, Mariana Orsini Machado de
    No primeiro capítulo, esta tese avalia como a realocação de trabalhadores entre as firmas ao longo do ciclo econômico impacta a qualidade do match, sorting e, por fim, a produtividade agregada. O segundo e o terceiro capítulos, exploram o impacto da presença do mercado informal na rigidez de salários e seu papel nas oscilações de variáveis macroeconômicas como a taxa de desemprego. O Capítulo 1 utiliza a base de dados administrativos rica da RAIS para o Brasil, para estudar como a realocação de trabalhadores em recessões afeta o sorting, a qualidade do match e a produtividade agregada nos diferentes setores da economia. Minha primeira descoberta é que a porcentagem de novos trabalhadores que são melhores ranqueados aumenta em todos os setores, exceto na agricultura, durante as recessões. Portanto, en contro evidências de um efeito limpeza das recessões: novas contratações são melhores. A segunda conclusão, no entanto, é que a parcela de emprego gerada por firmas mais bem classificadas diminui durante as recessões, também para todos os setores. Assim, há adicionalmente um efeito adverso das recessões: os empregadores são piores. Em seguida, investigo a evolução da qualidade do sorting agregado e concluo que este melhora para todos os setores. Para finalizar, também examino como a realocação de trabalhadores, empregos e mudanças na qualidade do match afetam a produtividade agregada. Um ex ercício de decomposição mostra que a realocação durante as recessões impacta os setores de forma heterogênea. Uma análise contrafactual mostra que o setor de serviços, que de pende mais do trabalho, vê um impacto adverso maior nas recessões do efeito manchador, enquanto o efeito limpeza prevalece na manufatura. No Capítulo 2 (com Marco Bonomo e Miguel Bandeira), usamos dados brasileiros para investigar o efeito das transições de emprego dos trabalhadores de e para o setor informal na rigidez dos salários. Em primeiro lugar, nossa análise confirma fato bem estabelecido que os salários dos novos contratados são mais cíclicos do que os salários dos trabalhadores que não permanecem no emprego. Em segundo lugar, constatamos que a presença de um mercado de trabalho informal, não sujeito à regulamentação do emprego, aumenta a cicli cidade salarial proveniente das transições de emprego para emprego. Ou seja, uma vez que admitimos a existência de um mercado de trabalho informal, encontramos duas fontes de ciclicidade nos salários dos novos contratados: (i) mudanças de emprego dentro dos setores formal e informal ou de um setor para outro; (ii) novas contratações do desemprego para o setor formal. Depois de controlar esse efeito de composição, descobrimos que os salários de novas contratações de desemprego para empregos informais são tão cíclicos cíclicos quanto os salários dos trabalhadores que permanecem nas firmas. Demonstramos ainda a importância do mercado de trabalho informal para a ciclicidade salarial ao mostrar que nossos resultados são mais fortes em regiões com maior presença de informalidade, en quanto regiões brasileiras com menor informalidade apresentam menor ciclicidade salarial e maior volatilidade do desemprego. Finalmente, no capítulo 3 (com Marco Bonomo e Miguel Bandeira), investigamos como a presença da informalidade afeta as flutuações macroeconômicas por meio de seu impacto na rigidez salarial. Motivados pela evidência empírica de que a ciclicidade salar ial das transições de emprego para emprego é afetada pela existência do setor informal e pelas transições de emprego dentro do setor informal, desenvolvemos um modelo RBC com fricções de search e match e um setor informal capaz de replicar os fatos microe conômicos. Usamos este modelo para investigar como a informalidade afeta as respostas do desemprego e do produto a diferentes tipos de choque. Constatamos que a presença de um mercado de trabalho informal com salários relativamente mais flexíveis atenua o impacto de curto prazo da rigidez salarial sobre os salários gerais, preços e flutuações do emprego. Além disso, o modelo faz um bom trabalho ao replicar as evidências empíricas sobre as dinâmicas de emprego formal e informal em períodos de expansão. À medida que os salários informais se ajustam mais rapidamente, a criação de empregos nesse setor acaba sendo contracíclica.
  • Tese
    Essays on Job Displacement Insurance policies in Developing Economies
    (2022) Azevedo, Rafael Rocha de
    A presente tese é composta por três capítulos. Em cada capítulo, abordo como diferentes apólices de seguro ao desemprego afetam a poupança, o bem-estar e a taxa de informalidade no mercado de trabalho. No primeiro capítulo, estudamos o papel do FGTS como um plano de poupança e um provedor de seguro. O artigo investiga os efeitos distributivos e agregados do sistema em um rico modelo de ciclo de vida com agentes heterogêneos, escolaridade e informalidade. Estima-se o modelo de forma a capturar a experiência brasileira. Quantitativamente, descobrimos que o FGTS expande a acumulação de capital, a produção e os salários de equilíbrio e gera um ganho de bem-estar positivo. Embora a melhoria salarial e a suavização do consumo durante a idade de trabalho sejam essenciais para os resultados obtidos; a maior parte do ganho advém de um aumento da eficiência, ao concentrar a oferta de trabalho em trabalhadores mais produtivos. Nosso modelo destaca que a informalidade é essencial para a obtenção do bem-estar positivo para os indivíduos com baixa escolaridade, explicando quase a metade dos ganhos. Finalmente, com intuito de complementar a renda durante a aposentadoria, exploramos uma reforma que transformaria o FGTS em um regime de capitalização sem anuidade. Descobrimos que as famílias preferem o sistema atual, pois os choques no mercado de trabalho são frequentes e o sistema de pensão Brasileiro consegue prover recursos suficientes para manter parte da renda após a aposentadoria. O segundo capítulo foca no estudo dos pagamentos de indenizações por demissão, que são a apólices de seguro ao desemprego mais frequente nos países em desenvolvimento. Nós analisamos como o sistema afeta a formalização no mercado de trabalho e o bem-estar dos indivíduos. Com esse intuito construímos um modelo com seguro imperfeito, agentes avessos ao risco e fricções no mercado de trabalho nos setores formal e informal e separação endógena. Além disso, permitimos que o pagamento de indenização aumente conforme os trabalhadores formais permaneçam mais tempo empregados. Estimamos o modelo para que ele seja consistente com a experiência brasileira, um país com um grande programa de indenizações por demissão conhecido como FGTS. Como contrafactual, removemos da economia o pagamento das indenizações em caso de demissão e verificamos uma melhora no bem-estar junto com um aumento da formalização. Ao decompor os efeitos, observamos que a redução dos impostos, como consequência da formalização, tem um papel importante no aumento do consumo agregado. Ademais, apesar da redução no valor do pagamento da indenização, há uma queda na variação do consumo gerada, entre outros motivos, devido a uma suavização da renda dos trabalhadores formais. Portanto, encontramos evidências do papel negativo das indenizações para o aumento da informalidade através da menor criação de vagas no setor formal devido a maiores custos para as firmas. O terceiro capítulo busca conhecer melhor um novo e promissor sistema conhecido como UISA. Ao mesmo tempo que o programa fornecer proteção a renda, ele tem o potencial para reduzir os altos custos referentes ao risco moral. Para entender os efeitos do UISA no provimento de seguro e no equilíbrio do mercado de trabalho de uma economia em desenvolvimento, este estudo desenvolve um modelo de Search and Matching com agentes heterogêneos. Primeiramente, nosso estudo obtém diversos fatos estilizados sobre o setor informal e os incorpora numa economia estimada com base no mercado Brasileiro. Em nossos resultados quantitativos, observamos que a introdução de um UISA com um design que provém o mesmo nível de pagamentos de benefícios que o sistema atual, aumenta a duração da provisão de recursos em mais de cinco vezes. Apesar desse efeito reduzir a volatilidade do consumo, ele tende a aumentar o tamanho do setor informal. Em nosso segundo exercício, ressaltamos que um seguro-desemprego tradicional tende a ter um efeito substancialmente pior no mercado de trabalho. Esse resultado indica que o seguro desemprego de fato não internaliza os custos da decisão do indivíduo de permanecer fora do mercado formal, consequentemente, há um aumento no efeito moral negativo. Finalmente, esse estudo altera o design do UISA, aumentando sua capacidade em prover benefícios de forma mais seletiva. Esse novo design permite que o UISA seja capaz de, simultaneamente, gerar uma maior provisão de recursos e reduzir o tamanho do setor informal.
  • Tese
    Essays on Individual Investor Behavior
    (2022) Paiva, Guilherme Leite
    Esta dissertação é composta por três artigos independentes sobre o comportamento do investidor individual. O primeiro artigo estuda a relação entre a saliência de uma ação e as decisões de investimento dos investidores pessoa física. O estudo documenta que morar em uma cidade pequena que possui uma loja física de uma empresa listada na bolsa de valores mais do que dobra as chances de os indivíduos escolherem ações dessa empresa para day-trade. O segundo artigo fornece uma medida monetária fidedigna de lucros e prejuízos para todos os investidores que participam do mercado brasileiro de ações e de derivativos. O artigo investiga como o desempenho dos indivíduos se correlaciona com a sua riqueza e quais são as implicações desse desempenho para a redistribuição da riqueza por meio do mercado acionário. O estudo constata que os investidores com menor riqueza se saem pior, levando a um aumento na concentração de riqueza. O terceiro e último artigo examina como a mídia social pode afetar a atividade dos investidores no mercado acionário. O estudo descobriu que a atividade de negociação reduz quando a interação do investidor com as mídias sociais é prejudicada. Investidores negociando menos quando não podem acessar as mídias sociais corroboram a hipótese de que as mídias sociais são veículos de informações sobre o mercado, com potencial para reduzir fricções de informação e melhorar a liquidez do mercado.
  • Tese
    Essays On Brazilian Agriculture And Deforestation
    (2022) Almeida, Gabriel Natale Pinto de
    Essa tese compreende três estudos econômicos sobre a agricultura brasileira e desmatamento. O primeiro capítulo revela novos dados recém digitalizados e estimativas da produtividade total dos fatores e desigualdade na distribuição de terras para o Censo Agropecuário de 1920, o mais antigo do Brasil. O segundo capítulo apresenta nova evidência do impacto positivo da diversidade agrícola em florestas, sugerindo que monoculturas têm maiores incentivos para expansão de terras. O terceiro capítulo traz nova evidência do efeito negativo da introdução da soja geneticamente modificada e do milho safrinha em florestas brasileiras, além de também identificar o efeito indireto da soja geneticamente modificada em florestas, através do deslocamento de áreas de pasto.
  • Tese
    Three Essays on Financial Regulation
    (2022) Seingyai, Apinyapon
    Esta tese tem como objetivo estudar o impacto da regulação financeira no risco, desempenho e concorrência dos bancos. O primeiro artigo estuda o impacto da regulação de Basileia III por meio do canal das subsidiárias bancárias. O segundo artigo investiga o impacto da implementação do seguro de depósito e a variação de seu esquema em diferentes países (análise cross-country). Por fim, o terceiro capítulo analisa o impacto dentro de cada país (análise within-country) das mudanças no limite de cobertura do seguro de depósito.
  • Tese
    Understanding Impact-Oriented Strategies: Contributions of Strategic Management to Improve the Lives of Vulnerable Populations
    (2021) Domingos, Fernando Deodato
    Esta dissertação investiga determinantes de estratégias orientadas para impacto social, com foco nos mecanismos para criação e apropriação de valor em segmentos populacionais vulneráveis. Analisando dados aos níveis das organizações e suas colaborações, os três capítulos propostos perpassam diferentes arranjos organizacionais. O primeiro capítulo estuda o papel da experiência de negociação para empresas que visam clientes vulneráveis, com restrições orçamentárias. Neste estudo inicial, observo a experiência de negociação como um recurso chave que permite aos vendedores garantir receitas no longo prazo, enquanto permitem que clientes vulneráveis aumentem sua apropriação nas interações iniciais (por meio de preços mais baixos). Contribuo para o debate sobre como as organizações com fins lucrativos podem abranger estratégias orientadas ao bem-estar social ao minimizar as tensões entre a apropriação de curto e longo prazo. Essas descobertas são particularmente úteis para empresas inclusivas, que possuem restrições inerentes devido às vulnerabilidades de seu público-alvo. Em meu segundo estudo, investigo uma colaboração intersetorial no setor educacional por meio da qual uma organização sem fins lucrativos transfere práticas de gestão para governos que administram escolas públicas, visando majoritariamente grupos vulneráveis de alunos. Eu argumento que os gestores na fronteira interorganizacional são atores essenciais que permitem a difusão de práticas. No entanto, a presença desses gerentes capazes serve como uma faca de dois gumes nessas colaborações. Como os gerentes difundem práticas além do escopo do contrato inicial, isso coloca as partes contratantes com dilemas relacionados a direitos intelectuais e medição de impacto. Mostro que o impacto avaliado da intervenção proposta pelos parceiros externos está subestimado. Os dilemas apresentados surgem sempre que as colaborações interorganizacionais não podem restringir a difusão de práticas, que são replicáveis por natureza. Quando o público alvo é vulnerável, os dilemas são até aumentados, já que a difusão seria socialmente desejável. A presença de gestores como difusores gera ganhos sociais mais amplos, colaborando para as pesquisas sobre apropriação de valor em ambientes vulneráveis. Por fim, o terceiro ensaio foca no uso de contratos baseados em resultados em iniciativas socioambientais. Nesta pesquisa, sigo uma abordagem exploratória para examinar o papel da orientação dos investidores - em termos de suas preferências financeiras ou sociais - em influenciar a escala dos contratos (montante do investimento). Embora esses contratos inicialmente visassem atrair o mercado de capitais para áreas vulneráveis e carentes de assistência, observo que os investidores com uma forte orientação social (como organizações sem fins lucrativos ou multilaterais) investem valores mais elevados do que os investidores tradicionais orientados para objetivos financeiros (principalmente maximização de lucros) e propósito duplo - investidores com objetivos sociais e financeiros (como fundos de investimento de impacto em busca de lucros e desempenho socioambiental). Concluo que, à medida que as incertezas com relação aos retornos financeiros dessas iniciativas diminuem, os orientados financeiramente devem se envolver ainda mais com esses contratos. Os investidores com dupla orientação, com um volume limitado de capital, seriam os últimos a aumentar os investimentos. Juntos, os três capítulos que compõem esta dissertação contribuem para diversas correntes de pesquisa em gestão estratégica e administração pública. Os mecanismos estudados são de particular interesse para acadêmicos e profissionais interessados no impacto social e, mais especificamente, nas oportunidades de incluir grupos vulneráveis e aumentar sua apropriação por meio de diferentes arranjos organizacionais.
  • Tese
    The face of the vote: how the facial features of candidates influence the decision of voters
    (2021) França, Felipe T. Wajskop
    Nesta dissertação, avalio se a aparência facial dos candidatos é relevante nas eleições brasileiras, usando um banco de dados exclusivo, com mais de 1,5 milhão de imagens de políti cos concorrendo a deputado estadual e federal, vereadores e prefeitos. Utilizo uma abordagem multidisciplinar para combinar ferramentas que vão da biologia à visão computacional, incluindo psicologia e ciência política. A diversidade de contextos sócio-econômicos e étnicos do País permite uma análise bastante heterogênea das características faciais dos políticos brasileiros. Mostro que os candidatos diferem significativamente na aparência em várias dimensões, como cargo político, ideologia ou localização. Em seguida, exploro a relação entre a aparência facial dos candidatos e seu desempenho em eleições reais. Em primeiro lugar, investigo o efeito diferencial da aparência nas eleições quando candidatos a prefeitos ou vereadores aparecem ou não na TV. Mostro que a aparên cia facial dos políticos é de fato uma heurística importante para os eleitores. No entanto, considero que esse mecanismo revela um viés de gênero implícito na seleção dos candidatos: a aparência dos candidatos do sexo masculino pouco ou nada importa, enquanto a aparência das mulheres é um fator relevante. Além disso, candidatas do sexo feminino com traços faciais masculinos têm uma vantagem sobre suas concorrentes com rostos de aparência mais feminina. Quando exploro a het erogeneidade das condições socioeconômicas brasileiras para investigar a importância da aparência, encontro que em localidades com menor renda e população menos escolarizada, os eleitores recorrem mais à aparência dos candidatos como mecanismo de decisão. No entanto, também mostro que esse mecanismo não é racional para os eleitores, pois escolher candidatos com base em sua aparência não resulta na eleição de políticos de melhor qualidade. Pelo contrário, mostro que homens com boa aparência têm maior probabilidade de se envolver em corrupção e arrecadar menos fundos para seus municípios do que prefeitos menos atraentes. Além disso, encontro que municípios governados por mulheres com características faciais masculinas (a principal característica valorizada pelos eleitores nas urnas) arrecadam menos recursos em média. Finalmente, identifico o efeito da aparência dos candidatos em seu sucesso eleitoral quando os eleitores menos escolarizados aumentam sua partici pação política. Mostro que a introdução do voto eletrônico no Brasil, ao facilitar a tarefa de votar para essa população em particular, aumentou a proporção de votos obtidos por candidatos de boa aparência. Ou seja, onde a nova tecnologia de votação foi adotada, a aparência média dos candidatos do sexo masculino para a Câmara dos Deputados era mais simétrica e típica e eles tinham traços faciais mais masculinos do que os candidatos nas cidades onde ainda se votava com cédulas de papel.
  • Tese
    Political outsiders: their entry in politics, actions in office, and reactions among establishment
    (2021) Ikawa, Jorge Norio Rezende
    Corrupção e clientelismo são fenômenos recorrentes em governos locais dos países em desenvolvimento. No entanto, políticos outsiders podem fornecer aos eleitores uma rara chance de mudar o status quo. Este estudo analisa a trajetória de políticos outsiders nas eleições locais brasileiras: o ingresso deles na política, suas ações durante o mandato e a reação que provocam entre os políticos estabelecidos. Usando auditorias de contas publicas realizadas de modo aleatório, o estudo mostra evidencias de que expor governantes corruptos não incentiva outsiders a concorrer a cargos públicos, mas os auxilia a ser eleitos. Usando o método de regressão descontínua, em conjunto com informações individuais de todos os funcionários públicos, incluindo sua filiação a partidos políticos, o estudo demonstra que, em comparação com os políticos estabelecidos, os outsiders empregam menos e pagam salários menores aos aliados políticos. No entanto, também são encontradas evidencias sugestivas de que o sistema reage, uma vez que os outsiders que concorrem á reeleição enfrentam adversários mais competitivos do que os já inseridos no ambiente politico.
  • Tese
    Essays on banking
    (2021) Martins , Claudia Bruschi
    Nos dois primeiros capítulos, esta tese avalia os impactos das mudanças na regu lação bancária sobre o mercado de crédito ocorridas no Brasil. No último capítulo, expõe-se como o uso de dados bancários alternativos pode melhorar a compreensão da economia, especificamente na análise do mercado de trabalho. O Capítulo 1 (com Marco Bonomo e Ricardo Schechtman) explora uma mu dança na regulamentação que melhorou as informações das instituições financeiras sobre tomadores com bom histórico de pagamento de crédito como um experimento natural para investigar o efeito causal da redução das assimetrias informacionais no mercado de crédito. A mudança provocou uma redução no custo do crédito de 33,5 p.p., mas sem efeito no montante de novos empréstimos e no prazo médio contratado. Mostrou-se também que esses resultados foram impulsionados por bancos menores. Os resultados indicam que a assimetria de informação é um importante determinante de juros de empréstimo. O Capítulo 2 analisa se seguro de depósito aumenta a concorrência no setor bancário e se afeta a estabilidade desse setor. O estudo explora a criação de um fundo de seguro de depósitos para cooperativas de crédito no Brasil que afetou apenas parte do sis tema financeiro. Constata-se que depois que as cooperativas de crédito (CU) começaram a oferecer seguro de depósito, os bancos perderam 3% de seus depósitos, e que esse efeito foi mais forte em mercados onde as CU tinham anteriormente uma participação de mercado maior, indicando que o seguro de depósito pode afetar a concorrência no setor bancário. Observa-se também que o aumento da concorrência não afetou a estabilidade do setor ao estimular os bancos a assumirem mais riscos. Esses resultados mostram que o seguro de depósito pode ser importante para melhorar o ambiente competitivo para instituições financeiras menores. Por fim, o capítulo 3 mostra que o uso de dados bancários das informações de processamento de folhas de pagamento permite a mensuração do emprego em tempo hábil, e tem potencial para melhorar a compreensão dos movimentos do mercado de trabalho no Brasil durante a pandemia de Covid-19, período em que as séries oficiais sobre emprego sofreram inconsistências metodológicas devido a mudanças no tamanho da amostra, métodos de coleta de dados e representatividade.
  • Tese
    The effects of age at school entry: from the first grade to the labor market
    (2021) Oliveira, Alison Pablo de
    Esta tese apresenta uma análise dos impactos da idade de ingresso no ensino fundamental sobre resultados individuais de curto, médio e longo prazo. Com a existência de datas de corte para ingresso no ensino fundamental, crianças nascidas logo após essas datas ingressam na escola um ano após aquelas nascidas logo antes do dia da data de corte. Essas últimas serão as mais novas na sala de aula, enquanto as primeiras serão as mais velhas (excluindo-se os repetentes). Dada essa variação, o Capítulo 1 utiliza regressão descontínua para estimar os efeitos da idade de ingresso sobre os anos completos de estudo, taxa de reprovação, taxa de abando, probabilidade de matrícula no ensino básico e duração do ciclo de vida escolar. Os resultados mostram que os estudantes nascidos imediatamente após as datas de corte, que ingressam no ensino fundamental um ano mais velhos, apresentam menores taxas de reprovação e abandono escolar até o quarto ano após a entrada. No entanto, a partir do 5º ano após o ingresso, os estudantes nascidos logo após o corte passam a abandonar mais a escola e acabam sendo alcançados, em termos de escolaridade média, pelos estudantes nascidos logo antes das datas de corte. O saldo desses efeitos é que os estudantes saem do ensino básico com a mesma escolaridade média, mas aqueles nascidos após a data de corte passam menos tempo na escola. Utilizando dados longitudinais dos indivíduos, o Capítulo 2 investiga se os indivíduos que entram um ano antes na escola apresentam diferenciais salariais positivos no mercado de trabalho formal por serem mais jovens ao saírem do ensino básico. Além disso, testamos os efeitos da entrada antecipada sobre probabilidade de inscrição no Enem, sobre os resultados dos estudantes nas provas do Enem e sobre probabilidade de matrícula em instituições de ensino superior. Os resultados mostram que os estudantes que ingressam antes no ensino básico apresentam um salário médio maior no mercado de trabalho formal, mas não possuem mais experiência na formalidade. Isso indica que eles passam mais tempo no setor informal antes de entrar na formalidade. No entanto, esses estudantes apresentam menores taxas de inscrição no Enem logo após o termino do ensino médio e menores taxas de matrícula no ensino superior (embora essa diferença não seja estatisticamente significativa). Portanto, os resultados mostram que ingressar mais cedo no ensino fundamental é vantajoso para quem não pretende seguir para níveis educacionais mais avançados, mas o resultado é incerto para aqueles que querem cursar ensino superior. Por fim, o Capítulo 3 estimada os efeitos da idade relativa sobre o desempenho dos estudantes no Saeb. Os resultados mostram que os estudantes relativamente mais velhos possuem desempenho significativamente melhor na 4ª série, mas esses efeitos desaparecem na 8ª série.
  • Tese
    Essays on Risk Factor
    (2021) Tassinari Moraes, Fernando Tassinari
    A literatura sobre precificação de ativos produziu centenas de fatores de risco candidatos a explicar os retornos excedentes esperados dos ativos. Esse zoológico de fatores ainda demanda respostas sobre quais fatores de risco são de fato capazes de explicar os retornos excedentes esperados e quais são redundantes. Para direcionar esse problema de seleção de variáveis, o primeiro capítulo propõe uma metodologia que permite selecionar os elementos que melhor resumem as informações da matriz de covariância dos fatores de risco e investigar se ela é capaz de explicar esses retornos esperados. No segundo capítulo, aplicamos outra metodologia que visa reduzir as dimensões do conjunto original de fator de risco, estimando sua distribuição conjunta com um CPDAG (complete partial directed acyclic graph), e selecionando as raízes do CPDAG como o novo conjunto candidato para explicar os retornos esperados dos ativos. Nossas descobertas em ambos os capítulos levam a modelos mais esparsos quando comparados a outras metodologias relacionadas ao zoológico de fatores e, adicionalmente, apresentam resultados equivalentes dentro e fora da amostra quando confrontados com os mesmos. No terceiro e último capítulo, usamos Exchange Traded Funds (ETFs), ao invés de fatores de risco, para examinar o desempenho de fundos de investimento ativos. Embora os custos de transação estejam incluídos nos retornos do ETF, isso não é verdade em relação aos fatores de risco, tornando mais desafiador caracterizar os desempenhos extraordinários por meio de alfas dos fundos de investimentos. Depois de avaliar várias combinações de ETFs, concluímos que conjuntos de 3 a 5 ETFs replicam o desempenho da maioria dos fundos ativos. Por fim, propomos um algoritmo de seleção de ETFs que, quando utilizados para avaliar os fundos de gestão ativos, estima que 95% dos gestores deixam de gerar valor para seus investidores. A média dos alfas calculados com ETFs são maiores do que os obtidos pelo modelo de fatores de risco, sendo que esta diferença é semelhante aos custos de transação estimados para os fatores de risco (Frazzini et al. (2012)).
  • Tese
    Essays on Economics of Education: Racial Inequality, Social Norms, and Childcare Impact on Schooling
    (2021) Portella, Alysson Lorenzon
    Esta tese é composta de três capítulos. O primeiro investiga a dinâmica da desigualdade racial na formação de capital humano no Brasil usando dados que seguem crianças do seu nascimento até os 22 anos de idade. São documentadas desigualdades raciais no nasci mento, em anos de escolaridade e habilidades socioemocionais. Condicional à escolaridade prévia e outros controles, os hiatos raciais aos 11 e 15 anos de idade são significativos, mas não aos 18 e 22 anos, evidencia de que o hiato é formado cedo na vida. Também são documentados os hiatos raciais em escolaridade entre indivíduos com maior chance de entrar na universidade. Entre eles há um hiato racial aos 22 anos de idade, o que sugere que crianças negras em melhor situação socioeconômica ainda enfrentam desafios para entrar na faculdade. O segundo capítulo investiga a relação entre notas e status social no Brasil, como ela difere entre os grupos raciais e qual a associação entre desempenho acadêmico e identificação racial. Há uma relação positiva entre notas e status social entre alunos não-brancos. Essa correlação é resultados principalmente de uma relação positiva entre notas de indivíduos não-brancos e seus colegas brancos. Também é encontrada uma relação positiva entre alu nos brancos e seus colegas brancos, mas não com colegas negros. Em relação a identidade racial, há apenas uma associação fraca entre desempenho e a chance de se classificar como moreno. Entre alunos do Ensino Médio, meninas e em salas com pequena proporção de brancos, “boas notas embranquecem”. No terceiro capítulo é estimado o impacto de créches na escolaridade no Brasil. Diferenças na cobertura de créches entre municípios e no tempo são usadas como fonte de variação na exposição à educação infantil. São usadas duas estratégias empíricas. Na primeira, as crianças são agregadas em coortes de acordo com seu ano e município de nascimento, avaliando como a cobertura de créches afeta a escolaridade média da coorte aos 9 anos de idade. No segundo estudo são usados dados a nível das crianças para estimar o impacto de frequentar créche aos 3 anos de idade na escolaridade futura, utilizando a cobertura de créche no município e ano de nascimento como instrumento para matrícula na educação infantil. Os resultados são sensíveis à especificação utilizada e na melhor das hipóteses créches têm apenas um impacto pequeno positivo. Porém, na maioria dos modelos o impacto estimado é nulo ou mesmo negativo. Os resultados indicam que a expansão de créches no Brasil ocorreu sem uma melhora concomitante na qualidade ou sem focalizar as crianças que mais se beneficiariam dele.
  • Tese
    Essays on economics of education
    (2021) Martins, Clarice Carneiro
    Esta tese consiste em três capítulos no tema de economia da educação. O primeiro capítulo analisa o impacto de maiores salários no aprendizado dos alunos em uma amostra de escolas das redes públicas municipais e estaduais brasileiras. Usamos um experimento natural onde encontramos duas escolas de diferentes redes de ensino, uma municipal e outra estadual, e consequentemente têm regras diferentes para formação de salários. No entanto, o par de escolas analisadas estão situadas muito próximas uma da outra criando a oportunidade de investigar o efeito de políticas consecutivas de aumentos de salários de professores. O segundo capítulo é sobre gestão e supervisão escolar. Um programa de gestão, que implementa uma mudança no processo de gestão da escola, tem as supervisoras como figura central em orientar os diretores na implementação deste processo. Sendo assim, investigamos os efeitos da supervisão escolar nos resultados da implementação do programa de gestão. O terceiro capítulo propõe uma medida de desigualdade de oportunidades educacionais. Em um cenário de alta desigualdade como é o caso do Brasil, medimos a desigualdade de oportunidades em aprendizado, propomos um framework que foca nos esforços da gestão das redes educacionais em reduzir desigualdades, e estimamos um medida óptima de esforços que poderia ser implementada para reduzir os níveis de desigualdade de aprendizagem.
  • Tese
    Essays on property rights and crime
    (2021) Pucci, Rafael
    Esta dissertação consiste em três artigos concebidos individualmente. O primeiro trata da relação entre o valor da terra urbana e tentativas de remoção violenta de favelas em São Paulo. Estudamos, especificamente, uma hipótese popularmente difundida sobre como a falta de direitos de propriedade em favelas, associada ao crescente interesse econômico em ocupar essas áreas informais com empreendimentos públicos e privados, pode levar à ocorrência de incêndios criminosos para forçar a remoção dessas comunidades. Para averiguar se essa hipótese se manifesta empiricamente, primeiro, criamos um modelo teórico de escolha intertemporal para compreender a decisão de um agente sobre cometer um incêndio criminoso para precipitar a remoção de favelas, dado o potencial retorno econômico que se poderia obter com usos alternativos do terreno. Em seguida, construímos uma base de dados inédita para testar as principais implicações teóricas desse modelo. Combinamos diversas fontes de informação para criar um painel contendo o número de incêndios e o valor imobiliário de todas as favelas da cidade de São Paulo entre 2011 e 2016. Usando regressão com dados em painel, mostramos que favelas localizadas em áreas com valor da terra relativamente mais alto sofrem mais com incêndios, mesmo controlando-se por fatores estruturais que expliquem o risco de incêndios acidentais. Além disso, encontramos evidência de que favelas em terrenos privados mais caros são mais afetadas por incêndios. Ademais, evidenciamos o papel da falta de direitos de propriedade no número anormalmente alto de incêndios em favelas ocupando terrenos caros. Finalmente, mostramos que esses incêndios atingindo favelas em terrenos de alto valor são os mais destrutivos. No segundo capítulo, expandimos a análise sobre remoções de favelas e investigamos quais as consequências dessas intervenções para a vizinhança das áreas removidas. Partimos da associação comum entre favelas e criminalidade e buscamos responder se a remoção daquelas produz algum efeito sobre esta. Novamente, organizamos uma base inédita com mais de 100 episódios de remoção de favelas em São Paulo, entre 2000 e 2019, e combinamos essa informação com dados sobre valor da terra (IPTU) e criminalidade (Boletins de Ocorrência). Usamos, em seguida, um método de diferença em-diferenças com variação o tempo de intervenção para encontrar o efeito causal da remoção sobre criminalidade no entorno de favelas removidas. Para lidar com o fato de que a escolha das favelas a serem removidas pode ser determinada pela dinâmica imobiliária da vizinhança, recorremos a um relatório que mapeou comunidades sob risco geológico para identificar aquelas que foram priorizadas por critério técnico, não econômico. Ignorando ou não essa potencial endogeneidade, não encontramoss efeitos significantes de remoções de favelas em criminalidade. Finalmente, no terceiro capítulo, estudamos como uma pequena mudança burocrática em transações de ouro proveniente de garimpo pode ter consequências desastrosas sobre violência relacionada à exploração ilegal desse metal. Neste artigo, exploramos uma mudança regulatória que facilitou a venda de ouro produzido ilegalmente por garimpeiros na Amazônia. Com um modelo teórico, demonstramos que essa medida estimula a atividade garimpeira ilegal, que obviamente carece de direitos de propriedade bem definidos. Nesse contexto, o crescimento no número de garimpeiros leva a eventuais disputas pelo controle de jazidas e de seu produto, que tendem a se tornar violentas diante da impossibilidade de se recorrer a instituições oficiais, como tribunais de justiça. Para testar essa implicação, construímos uma base reunindo dados sobre jazidas minerais, homicídios, terras indígenas, áreas de proteção ambiental, desmatamento e crimes ambientais. Em seguida, usamos um método de diferenças-em-diferenças para mostrar que, de fato, após a mudança regulatória, municípios mais expostos à mineração ilegal do ouro experimentam significativo aumento na violência comparados àqueles menos expostos.
  • Tese
    Essays in health and industrial economics
    (2021) Melo, Carolina Pedrosa Gomes de
    Esta dissertação contém três capítulos em microeconomia aplicada. Os dois primeiros estudam questões em economia da saúde e o terceiro estuda questões em economia industrial. O primeiro capítulo analisa os padrões e consequências da manipulação da data do parto em torno do carnaval no Brasil. É documentada uma extensiva manipulação da data do parto tanto na forma de antecipação quanto de postergação, principalmente por meio de cesáreas. Os resultados mostram que a antecipação (postergação) resulta em um tempo gestacional e peso ao nascer mais baixos (altos), e o feriado aumenta a porcentagem de partos pré-termo e a termo precoce. Além disso, os resultados mostram que mães mais educadas têm maior chance de se envolver na manipulação da data do parto e mães mais vulneráveis têm maior chance de dar à luz durante as festividades de carnaval. O segundo capítulo avalia os efeitos de uma política implementada no Brasil para reduzir a prática de cesáreas eletivas. Resultados mostram que a política aumenta a probabilidade de trabalho de parto e reduz a probabilidade de uma cesárea para partos de baixo risco, de primíparas e que acontecem em unidades públicas de saúde. Os efeitos são motivados por um componente da política que consiste em educar mães sobre os riscos e benefícios dos diferentes tipos de parto. E os efeitos são maiores para mães menos educadas, o que sugere que elas são as que mais se beneficiam do componente educativo da política. Finalmente, o terceiro capítulo estuda a conexão entre repasse e poder de mercado no setor de Gás Liquefeito de Petróleo no Brasil. Primeiro, é estimado o repasse – em diferentes níveis da cadeia de suprimentos – e a demanda, depois um modelo teórico é alimentado para que se faça inferências com relação à conduta. Os resultados revelam que exite uma conduta alta na indústria como um todo e uma conduta ainda mais alta no mercado de revenda.
  • Tese
    Essays on economic analysis of law
    (2021) Morgulis, Maria Clara de Azevedo
    que nos dois primeiros capítulos referida análise é realizada no contexto da judicialização da saúde e no terceiro capítulo é apresentada uma revisão crítica sobre estudos empíricos em direito, especialmente no Brasil. No primeiro artigo investigam-se efeitos de características dos juízes sobre suas decisões finais em mais de quinze mil casos de direito à saúde decididos na primeira instância da Justiça Estadual de São Paulo. Os resultados obtidos a partir de logits e logits multinomiais apontam para efeitos diferentes entre a experiência de juízes na profissão e suas experiências (ou expertise) em casos de direito à saúde, de forma que quantos mais casos de saúde os juízes decidem, menores as chances de tomarem uma decisão a favor dos reclamantes. Enquanto no primeiro artigo a análise é mais voltada para um aspecto de comportamento judiciário, o segundo capítulo explora aspectos institucionais ao investigar como a colaboração entre organizações pode impactar decisões judiciais. Usando a proximidade geográfica como uma medida da colaboração entre procuradorias e departamentos de saúde, os resultados indicam que conforme as organizações estejam mais próximas (em termos de localização geográfica), maiores suas chances de sucesso perante os tribunais, mesmo quando controlamos por outros fatores que podem influenciar a decisão judicial. Tanto o primeiro quanto o segundo artigos contribuem com a literatura de judicialização da saúde ao abordar aspectos ainda pouco explorados pelos pesquisadores, além de contribuírem com a literatura de análise econômica do direito, tendo em vista que são raros os trabalhos em que se utiliza tantos dados e para casos de primeira instância. Já o terceiro capítulo apresenta uma revisão crítica da evolução da pesquisa empírica em direito, na qual se incluem os dois capítulos anteriores, apontando fragilidades na forma como é atualmente desenvolvida e sugerindo a aplicação de estratégias econométricas para aprimorar as análises na área.
  • Tese
    Essays on Fiscal Policy
    (2021) Bettoni, Luís Gustavo
    A presente tese é composta por três artigos. No primeiro, estudamos a combinação ótima de dívida pública e progressividade do imposto de renda em termos de provisão de insurance e desigualdade. Para conduzir esse exercício desenvolvemos um modelo de equilíbrio geral com mercados incompletos e business cycle que incorpora duas características não consideradas pela literatura: risco de renda cíclico e ajustes na margem extensiva da oferta de trabalho. Estimamos esse modelo de forma consistente com evidências micro e macroeconômicas dos Estados Unidos e quantificamos a importância desses dois mecanismos através da construção de exercícios contrafactuais. Os resultados sugerem que ambos canais são importantes para determinação da política ótima. Ainda, mostramos que o modelo é capaz de racionalizar a relação empírica de longo prazo entre dívida pública e progressividade. Em muitos países a estrutura dos salários e a legislação trabalhista são completamente diferentes entre trabalhadores do setor privado e do setor público. No segundo artigo desenvolvemos um modelo de equilíbrio geral com gerações sobrepostas para quantificar os efeitos de tais diferenças sobre a poupança e oferta de trabalho das famílias. Para essa análise primeiro utilizamos microdados de duas pesquisas brasileiras para documentar que funcionários públicos poupam e trabalham em média significativamente menos do que trabalhadores no setor privado. Ainda, utilizamos dados administrativos (RAIS) para documentar diferenças entre os setores em termos de risco de renda e desemprego. Então, estimamos o modelo de forma consistente com os dados e por meio de exercícios contrafactuais mostramos que o alinhamento das características dos salários e da legislação trabalhista entre os dois setores pode produzir efeitos significativos sobre poupança agregada, produção e bem-estar mesmo sem reduzir a provisão de bens e serviços públicos. Outro importante fato estilizado sobre o setor público documentado para diversos países é a maior seleção de trabalhadores com maior experiência e qualificação. No terceiro artigo consideramos um modelo de search and matching que incorpora esse fato estilizado para estudar como o emprego no setor público afeta a volatilidade no mercado de trabalho. No modelo, o emprego no setor público afeta flutuações agregadas mudando a composição de trabalhadores empregados no setor privado. Como os trabalhadores acumulam capital humano e se tornam mais produtivos enquanto empregados, se o fluxo de trabalhadores para o setor público aumenta com o nível de capital humano, então o setor público pode reduzir o benefício líquido para firmas do setor privado criarem vagas, aumentando as contrações no mercado de trabalho em resposta a choques. Calibramos o modelo para a economia brasileira e mostramos que esse mecanismo pode gerar impactos significativos sobre a volatilidade do emprego no setor privado e na taxa de desemprego.