GUSTAVO RAMOS SAMPAIO

Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Resumo profissional
Área de pesquisa
Nome para créditos

Resultados de Busca

Agora exibindo 1 - 6 de 6
  • Artigo Científico
    The effect of age at school entry on college admission and earnings: a regression-discontinuity approach
    (2016) Matta, Rafael; Ribas, Rafael P.; Sampaio, Breno; GUSTAVO RAMOS SAMPAIO
  • Artigo Científico
    A economia da caprinocultura em Pernambuco: problemas e perspectivas
    (2009) Sampaio, Breno; Sampaio, Yony; Lima, Ricardo Chaves; Aires, Amanda; GUSTAVO RAMOS SAMPAIO
    A caprinocultura é uma das atividades mais indicadas para regiões semi áridas, sendo bastante explorada no nordeste brasileiro. São estimadas as produções de carne, leite e pele, o valor dessa produção e a participação no emprego em Per nambuco e analisados os mercados nacional e internacional. Enumeram-se os prin cipais problemas para a expansão da cadeia, como manejo inadequado, problemas sanitários, limitações das instalações e das tecnologias. Com manejo melhorado, pode ser praticada por pequenos e médios produtores, sendo sustentável no semiárido, do ponto de vista ambiental, econômico e social, preservando a cobertura vegetal e mantendo a biodiversidade. O mercado de carne apresenta crescimento da demanda tanto nacional como internacional e déficit de oferta. O mercado de peles é outro mercado em expansão, com grandes perspectivas internas e para exportação.
  • Artigo Científico
    Impactos da seca sobre a economia do semiárido – emprego, renda e sua distribuição – e implicações para a política de combate à seca
    (2013) Sampaio, Yoni; GUSTAVO RAMOS SAMPAIO
    Os impactos econômicos decorrentes da seca, basicamente da contração da produção agrícola são analisados com base em modelo que contem quatro partes: a função lucro e a produção (distinguindo grupos de produtos); a demanda e a oferta de trabalho; a renda e a demanda final, considerados quatro grupos de renda; e as condições de equilíbrio. O modelo permite destacar ajustes no mercado de produto, impactos sobre a distribuição da renda e as implicações das transferências governamentais. Ressalta-se a contração da renda dos produtores de alimentos e as alterações de preço que apontam para a necessidade de intervenção do governo através da reposição da renda, da expansão da oferta e de politica para o mercado de agua. Como pontos fortes destaca-se a separação dos impactos por grupo de renda, as alterações simultâneas da oferta e da demanda, alterando os preços de equilíbrio, e a importância da abertura da economia e da competição para evitar manipulação dos mercados. Ao lado da explicitação e operacionalização do modelo são destacadas as implicações para a politica do Estado, antes e durante a ocorrência da seca
  • Artigo Científico
    On estimating the effects of immigrant legalization: do U.S. agricultural workers really benefit?
    (2013) Sampaio, Breno; GUSTAVO RAMOS SAMPAIO; Sampaio, Tony
  • Artigo Científico
    Biocombustíveis: quatro questões sobre seu futuro
    (2011) Sampaio, Yoni; Vital, Tales; GUSTAVO RAMOS SAMPAIO
    Quatro questões são colocadas em relação aos biocombustíveis: qual sua participação e potencialidade no balanço energético, no mundo e no Brasil; qual o papel dos biocombustíveis na redução dos gases de efeito estufa, destacando-se diferenças entre o álcool de milho e o de cana-de-açúcar e outras fontes; qual de fato o conflito entre produção de energia e produção de alimentos; quais os potenciais impactos ambientais da expansão da produção de biocombustíveis. Foi procedida extensa revisão bibliográfica. Pode-se concluir que a participação no balanço energético é limitada e assim deve continuar com exceção do Brasil. Biocombustiveis hoje não são alternativa para o petróleo. Dentre as alternativas hoje viáveis, o álcool de cana é a que apresenta melhor contribuição líquida para a redução dos efeitos estufa, embora existam grandes expectativas em relação aos biocombustíveis de segunda geração. A maioria dos modelos de simulação mostram efeitos exagerados sobre a produção de alimentos, ao não assumir ganhos de produtividade nem o uso de áreas sub-utilizadas. No caso particular do Brasil, a expansão dos biocombustíveis pode ocorrer sem maiores conflitos com a produção de alimentos. Por fim, impactos ambientais decorrem da expansão em áreas de vegetação nativa, principalmente florestas. Não é o caso do Brasil.
  • Artigo Científico
    Desigualdade urbana e social e competitividade em João Pessoa
    (2013) Sampaio, Yoni; GUSTAVO RAMOS SAMPAIO; Sampaio, Breno
    A Iniciativa Cidades Emergentes e Sustentáveis (ICES) foi criada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como resposta ao processo veloz de urbanização, em muitos casos, resultando em sérios problemas de sustentabilidade – econômica, social e ambiental (BID, 2013). A Iniciativa enfoca a sustentabilidade ambiental, a dimensão do desenvolvimento urbano e a dimensão fiscal e de governabilidade (BID, 2013). Neste trabalho, são abordados aspectos ligados à desigualdade urbana e social e à competitividade econômica de João Pessoa-PB. Encontram-se marcante desigualdade e níveis de pobreza que condicionam à disponibilização de serviços pelos vários estratos da sociedade. Embo ra os indicadores de serviços como Educação, Saúde e Competitividade econômica encontrem-se semelhantes aos de outras cidades do país, as marcantes desigualdades do Brasil são ainda mais destacadas no Nor deste e em João Pessoa, em particular, o que respalda a necessidade de urgentes intervenções. Por outro lado, a nova administração da cidade vem adotando medidas no sentido de conferir maior sustentabilidade nas várias dimensões, assegurando, dessa forma, as condições necessá rias para delinear ações que acelerem a busca da sustentabilide