Biocombustíveis: quatro questões sobre seu futuro

Carregando...
Imagem de Miniatura
Autores
Sampaio, Yoni
Vital, Tales
Orientador
Co-orientadores
Tipo de documento
Artigo Científico
Data
2011
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Quatro questões são colocadas em relação aos biocombustíveis: qual sua participação e potencialidade no balanço energético, no mundo e no Brasil; qual o papel dos biocombustíveis na redução dos gases de efeito estufa, destacando-se diferenças entre o álcool de milho e o de cana-de-açúcar e outras fontes; qual de fato o conflito entre produção de energia e produção de alimentos; quais os potenciais impactos ambientais da expansão da produção de biocombustíveis. Foi procedida extensa revisão bibliográfica. Pode-se concluir que a participação no balanço energético é limitada e assim deve continuar com exceção do Brasil. Biocombustiveis hoje não são alternativa para o petróleo. Dentre as alternativas hoje viáveis, o álcool de cana é a que apresenta melhor contribuição líquida para a redução dos efeitos estufa, embora existam grandes expectativas em relação aos biocombustíveis de segunda geração. A maioria dos modelos de simulação mostram efeitos exagerados sobre a produção de alimentos, ao não assumir ganhos de produtividade nem o uso de áreas sub-utilizadas. No caso particular do Brasil, a expansão dos biocombustíveis pode ocorrer sem maiores conflitos com a produção de alimentos. Por fim, impactos ambientais decorrem da expansão em áreas de vegetação nativa, principalmente florestas. Não é o caso do Brasil.

Titulo de periódico
Revista de Economia e Desenvolvimento
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação