Impactos da seca sobre a economia do semiárido – emprego, renda e sua distribuição – e implicações para a política de combate à seca

Carregando...
Imagem de Miniatura
Autores
Orientador
Co-orientadores
Tipo de documento
Artigo Científico
Data
2013
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Os impactos econômicos decorrentes da seca, basicamente da contração da produção agrícola são analisados com base em modelo que contem quatro partes: a função lucro e a produção (distinguindo grupos de produtos); a demanda e a oferta de trabalho; a renda e a demanda final, considerados quatro grupos de renda; e as condições de equilíbrio. O modelo permite destacar ajustes no mercado de produto, impactos sobre a distribuição da renda e as implicações das transferências governamentais. Ressalta-se a contração da renda dos produtores de alimentos e as alterações de preço que apontam para a necessidade de intervenção do governo através da reposição da renda, da expansão da oferta e de politica para o mercado de agua. Como pontos fortes destaca-se a separação dos impactos por grupo de renda, as alterações simultâneas da oferta e da demanda, alterando os preços de equilíbrio, e a importância da abertura da economia e da competição para evitar manipulação dos mercados. Ao lado da explicitação e operacionalização do modelo são destacadas as implicações para a politica do Estado, antes e durante a ocorrência da seca

Palavras-chave
Titulo de periódico
Revista de Economia e Desenvolvimento
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação