Relação entre taxa de falências de empresas brasileiras e variáveis macroeconômicas no período de 2010 a 2020: um estudo econométrico utilizando vetores autorregressivos

dc.contributor.authorADRIANA BRUSCATO BORTOLUZZO
dc.contributor.authorBortoluzzo, Maurício Mesquita
dc.contributor.authorRodriguez, Rodrigo Zalli
dc.contributor.authorGUILHERME FOWLER DE AVILA MONTEIRO
dc.coverage.cidadeSão Caetano do Sulpt_BR
dc.coverage.paisBrasilpt_BR
dc.creatorBortoluzzo, Maurício Mesquita
dc.creatorRodriguez, Rodrigo Zalli
dc.date.accessioned2022-08-01T21:03:23Z
dc.date.available2022-08-01T21:03:23Z
dc.date.issued2022
dc.description.abstractInvestigamos como a taxa de falência de empresas brasileiras se comporta frente a mudanças em variáveis macroeconômicas como PIB, câmbio, oferta de moeda, taxa de juros, comportamento do mercado acionário, abertura de novas empresas e taxa de inflação, segregando a análise por tamanho (pequenas, médias e grandes). Para o período de 2010 a 2020 há evidências de que um aumento da atividade econômica diminui a taxa de falência de empresas grandes e médias e que o aumento da concorrência aumenta a taxa de falência de empresas de todos os tamanhos. De um modo geral a taxa de falência de empresas grandes é mais influenciada por variáveis macroeconômicas, enquanto as empresas pequenas parecem apresentar uma taxa de falência mais constante, sofrendo menos influência de variáveis macroeconômicaspt_BR
dc.description.otherWe investigate how the bankruptcy rate of Brazilian companies behaves in face of changes in such macroeconomic variables as GDP, exchange rate, money supply, interest rate, stock market behavior, new businesses and inflation rate by segregating the analysis by size ( small, medium and large). For the period 2010-2020 there is evidence that an increase in economic activity decreases the bankruptcy rate of large and medium-sized companies and that increased competition increases the bankruptcy rate of companies of all sizes. In general, the bankruptcy rate of large companies is more influenced by macroeconomic variables, while small companies seem to have a more constant bankruptcy rate, being less influenced by macroeconomic variablespt_BR
dc.format.extent345 - 363pt_BR
dc.format.mediumDigitalpt_BR
dc.identifier.doiDOI: https//doi.org/10.13037/gr.vol38n113.7022pt_BR
dc.identifier.issn2176-5308pt_BR
dc.identifier.issue133pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/3821
dc.identifier.volume38pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherNão informadopt_BR
dc.relation.ispartofGestão & Regionalidadept_BR
dc.relation.urihttps://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_gestao/article/view/7022pt_BR
dc.rights.licenseO INSPER E ESTE REPOSITÓRIO NÃO DETÊM OS DIREITOS DE USO E REPRODUÇÃO DOS CONTEÚDOS AQUI REGISTRADOS. É RESPONSABILIDADE DOS USUÁRIOS INDIVIDUAIS VERIFICAR OS USOS PERMITIDOS NA FONTE ORIGINAL, RESPEITANDO-SE OS DIREITOS DE AUTOR OU EDITOR;pt_BR
dc.subjectfalênciapt_BR
dc.subjectvariáveis macroeconômicaspt_BR
dc.subjectvetor autorregressivopt_BR
dc.subjecttamanhopt_BR
dc.subject.keywordscorporate bankruptcypt_BR
dc.subject.keywordsmacroeconomic variablespt_BR
dc.subject.keywordsvector autoregressionpt_BR
dc.subject.keywordssizept_BR
dc.titleRelação entre taxa de falências de empresas brasileiras e variáveis macroeconômicas no período de 2010 a 2020: um estudo econométrico utilizando vetores autorregressivospt_BR
dc.title.alternativeRelationship between bankruptcy rate of Brazilian companies and macroeconomic variables in the period from 2010 to 2020: an econometric study using Vector autoregressionpt_BR
dc.typejournal article
dspace.entity.typePublication
local.subject.cnpqCiências Sociais Aplicadaspt_BR
local.typeArtigo Científicopt_BR
relation.isAuthorOfPublicationccfd47d5-bd80-4464-98ce-629abb672e3d
relation.isAuthorOfPublicationacc91f13-6399-4550-8409-8ada90bdff54
relation.isAuthorOfPublication.latestForDiscoveryacc91f13-6399-4550-8409-8ada90bdff54
Arquivos