A legalidade da cobrança do SSE e seus impactos no setor portuário.

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Roque, Pamela Gabrielle Romeu Gomes
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente trabalho tem a finalidade de ilustrar os principais pontos existentes na discussão sobre a legalidade e exigibilidade da cobrança da taxa portuária correspondente ao Serviço de Segregação e Entrega de contêineres (SSE), também conhecida como Terminal Handling Charge 2 (THC2). Para tanto, serão detalhados os protagonistas envolvidos no problema e o ambiente no qual estão inseridos, a descrição pormenorizada do serviço de movimentação prestado pelo operador portuário, do qual decorre a cobrança da referida taxa, e a forma como é feita sua remuneração, os principais agentes atuantes no setor e as divergências de entendimento entre ANTAQ e CADE, bem como uma visão macro dos impactos regulatórios, concorrenciais e econômico/financeiros que a ausência da cobrança da taxa e a, até então, inexistência de um entendimento pacificado causaram ao setor, aos protagonistas do problema e até mesmo aos seus stakeholders. Por fim, veremos que toda essa discussão que perdurou por mais de 20 anos resultou em um memorando de entendimentos elaborado conjuntamente entre ANTAQ, CADE e o Ministério da Infraestrutura, colocando, enfim, um ponto final ao impasse sobre a questão. Para composição deste artigo, foram utilizadas jurisprudências dos agentes competentes, pareceres elaborados por especialistas do setor, bem como a legislação vigente, corroborando com cada ponto trazido ao longo dos capítulos.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação