Modelo preditivo de vagas de estacionamento público e o impacto na emissão de CO2

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Burgos, Paulina Alejandra Achurra
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2022
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O maior desafio que a humanidade enfrenta hoje é alcançar a contenção do aumento da temperatura média global, idealmente abaixo de 1,5ºC. Há consenso na comunidade científica de que nos próximos anos as emissões de CO2, um dos principais gases de efeito estufa responsáveis pelo aquecimento do planeta, precisam diminuir radicalmente. A magnitude do desafio requer consequentemente um conjunto de intervenções em diferentes escalas para diminuir tais emissões. Este projeto busca minimizar as emissões geradas pelo uso de veículos a combustão durante a procura de vagas para estacionar. Em ruas movimentadas, essa procura é responsável por um aumento de 34% no tráfego[1], que, por sua vez, intensificam o aumento das emissões de CO2. Extrapolando a problemática das emissões de gases do efeito estufa, atuar sobre a otimização do tempo de busca por vaga de estacionamento tem também impactos na logística urbana e bem-estar do motorista, fatores que tornam ainda mais relevante a abordagem do tema. Olhando-se para a perspectiva das cidades, o projeto visa servir como ferramenta de intervenção de políticas públicas, uma vez que é capaz de contribuir na mitigação de vários problemas de logística urbana, desde a poluição sonora até a redução de custos logísticos que impactam toda a cadeia econômica municipal. Quanto ao âmbito do indivíduo, a utilização do modelo colabora com sua saúde socioemocional, ao reduzir níveis de estresse e ansiedade causados pelo processo de busca por estacionamentos; e também com sua saúde física, ao contribuir com a redução das emissões de partículas suspensas, e consequentemente, melhorar a qualidade do ar. Por fim, o indivíduo é diretamente impactado pela redução do tempo que é diariamente desperdiçado no processo de busca por vagas. Propõe-se então um modelo preditivo para antecipar a disponibilidade de vagas numa determinada região, gerando assim uma diminuição do tempo dessa busca, e consequentemente, redução das emissões decorrentes do processo de estacionamento. O modelo considera a atratividade da região, o número total de vagas disponíveis, o número de carros competindo pelo espaço, período do dia e o tempo que o carro permanece estacionado. Pretende-se, desse modo, estimar a diminuição nas emissões de CO2 comparando, ceteris paribus, emissões produzidas na busca de vagas sem a utilização do modelo proposto. Espera-se que ao final do projeto, a modelagem desenvolvida sirva de insumo para aplicação prática em contextos urbanos, otimizando a busca por estacionamentos, reduzindo assim o 6 tempo médio de busca, como resultado, reduzindo o volume de gás carbônico emitido no perímetro.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Costa, Adriano Borges
Ayres, Fábio José
Área do Conhecimento CNPQ
Engenharias
Citação