Aprovação da lei 14.193/2021 e o mercado de clubes-empresa no futebol brasileiro e mundial

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Oliveira, Vinícius De Bragança Müller e
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2022
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Desde o ano passado temos visto no futebol brasileiro uma verdadeira revolução na administração de grandes clubes. O exemplo mais notório foi a compra do Cruzeiro por Ronaldo Nazário, aquisição que foi muito repercutida pela mídia brasileira. Depois disso, outros grandes clubes no Brasil que vinham sofrendo de más gestões por décadas, também anunciaram terem fechado acordos com investidores externos, caso de Botafogo e Vasco. Nestes três casos citados, as vendas de participação dos clubes foram celebradas de forma entusiasmada pelas respectivas torcidas, que por muito tempo viram seus clubes de coração perderem a importância aos poucos no cenário nacional, resultado de seguidos mandatos desastrosos que penalizaram os clubes financeiramente. Este trabalho tem como objetivo analisar como a Lei 14.193/2021 foi uma das principais responsáveis por possibilitar essas aquisições recentes e dar alguma esperança para os torcedores dos clubes citados. Ainda, será analisado como essa Lei fornece uma oportunidade para a maioria dos outros clubes brasileiros que têm situações semelhantes oferecendo a possibilidade de equacionarem sua situação financeira, quer seja entabulando uma venda parcial como nos casos citados, ou mesmo aderindo a este novo modelo empresarial. Para tanto, este trabalho irá se utilizar do modelo de sucesso dos clubes ingleses, que nas últimas décadas se aproveitaram do modelo de clube-empresa para crescerem no cenário internacional.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Rocco Júnior, Ary José
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Exatas e da Terra
Citação