Forbes 400 – O desafio da preservação

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Brito, Ricardo Dias De Oliveira
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2018
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Identificar as pessoas mais ricas dos EUA presentes na revista Forbes ao longo dos anos é uma forma importante de analisar alterações na economia americana. Além disso, as características dessas pessoas e as alterações no ranking mostram alguns caminhos para se chegar a fortuna e, principalmente, como mantê-la ao longo do tempo. Neste trabalho, por meio de um modelo probit, observamos que os principais fatores para se manter no ranking é ter um curso superior e um patrimônio elevado, enquanto a idade e a participação em alguns setores eram fatores decisivos para a não permanência. Observamos mudanças significativas na composição dos componentes do ranking, como aumento na idade média, alteração de setores relevantes, maior número de empreendedores e de diploma universitário. Analisando a janela de 1982 a 2013 verificou-se uma alta rotatividade nos presentes do ranking, um retorno anual da fortuna abaixo daquele que seria obtido no mercado acionário ou de renda, mas acima do CLEWI (Cost of Living Extremely Well Index). Observamos os 27 casos de indivíduos que tiveram retorno abaixo do custo de vida e encontramos que a concentração acionária e o gasto excessivo foram o principal motivo para a saída do ranking deste grupo. Por fim, analisando o perfil daqueles que tem e não tem curso superior, os que não tem estão mais associados aos setores tradicionais da economia, são herdeiros e vindos de famílias ricas.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Madalozzo, Regina Carla
Giovannetti, Bruno Cara
Área do Conhecimento CNPQ
Citação