A influência de fatores de saúde para o retorno salarial no Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Martins, Sérgio Ricardo
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2019
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A influência da saúde para o retorno salarial é objetivo de inúmeros estudos em meios internacionais como também nacionais (Grossman, 1972; Lundborg, 2008; Strulik, 2018; Dias e Russo, 2016). Não foram encontrados estudos sobre a influência da mobilidade física para o retorno salarial no Brasil, como pode ser encontrado em estudo internacionais como, por exemplo, em Lamichhane e Sawada (2013).Por meio de dados da PNAD 2008, serão observados possíveis efeitos da mobilidade física para o retorno da educação a partir de diferentes faixas de renda. O método empregado consiste em um modelo não linear similar ao encontrado em Russo e Dias (2016). Assim como nesse artigo, analisa-se o retorno salarial da educação. Para se tentar controlar o problema de endogeneidade entre educação e habilidade individual é utilizada uma regressão quantílica similar a presente em Chuliang (2008), na qual se utiliza o nível de renda como proxy para habilidade

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação