A tendência evolutiva da moeda e a volatilidade das criptomoedas

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Okimura, Rodrigo Takashi
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2022
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Há uma tensão inerente entre os dois principais objetivos do dinheiro. Moedas que são percebidas como grandes reservas de valor, como ouro e bitcoin, levam a meios de troca ruins. Por outro lado, moedas que são meios de troca eficazes, como as moedas fiduciárias usadas em todo o mundo, podem levar a reservas de valor questionáveis. Quando uma moeda se enquadra no espectro da reserva de valor em oposição ao meio de troca, sua utilidade como unidade de conta e padrão de pagamento diferido é importante. Nascido após a crise financeira de 2008, o bitcoin inicialmente promoveu um ideal libertário e aspirava acabar com as instituições monetárias e financeiras tradicionais. As criptomoedas surgem como um meio alternativo que permite que o indivíduo realize suas trocas de maneira ágil e confiável. Além disso, servem também para muitos como ativo financeiro, em que indivíduos conseguem lucros ao operá-las. Diante disso, o objetivo do trabalho é analisar a evolução da moeda e quais fatores influenciam na sua volatilidade. Para isso foi realizada uma pesquisa bibliográfica exploratória qualitativa, com pesquisa em livros, revistas, artigos acadêmicos e demais fontes com características acadêmicas.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Exatas e da Terra
Citação