Viabilidade Da Implementação De Projetos De Etanol Em Campos De Refugiados De Uganda

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Mitkiewicz, Juliana Miranda
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2022
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O uso de combustíveis de biomassa representa 91% do consumo total de energia utilizado em Uganda, e a utilização cada vez mais intensa de madeira e carvão como principal fonte de energia tem aumentado a escassez e o preço dessas matrizes energéticas. Se o acesso à energia básica já é um desafio aos nativos, para os mais de meio milhão de refugiados abrigados no país, a situação é ainda mais precária. Essa situação é evidenciada já que 97% dos refugiados utilizam lenha no preparo alimentício e chegam a caminhar até 10 km para ter acesso ao combustível. Neste sentido, esta dissertação se apoia no estudo de caso conduzido pelo MIT D-Lab em dois campos de refugiados (Rhino Camp e Invepi) do distrito de Arua para avaliar a viabilidade de introduzir o etanol produzido através da cassava como uma alternativa energética na região. Além de analisar a viabilidade econômica da transição do uso dos tradicionais combustíveis de biomassa para o etanol, a pesquisa também tem como objetivo avaliar a viabilidade nos âmbitos sociais, ambientais, políticos, educacionais e logísticos.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Diniz, Ana Paula Rodrigues
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Exatas e da Terra

Multidisciplinar
Citação