Quais são os principais fatores que influenciam o spread bancário brasileiro

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Rocha, Ricardo Humberto
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2020
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O spread bancário, segundo a definição do Banco Central, consiste na diferença entre a taxa que os bancos cobram em operações de crédito e pagam para captação. No Brasil, ele é extremamente elevado, sendo, assim, um grande empecilho para o desenvolvimento do país. Se compararmos os valores do spread brasileiro com de outros países emergentes nota-se a tamanha diferença. No final de 2018, a taxa básica de juros e o spread da África do Sul estavam em 6,75% e 3,1%, já no Brasil era 6,50% e 32,2%, chegando assim em uma grande diferença da representatividade do spread no custo total do crédito, de 23% contra 83%, respectivamente. Esse estudo foca em quais são os principais fatores que afetam o spread brasileiro. Por uma limitação de dados disponíveis, são considerados somente questões conjunturais e não estruturais. Para isso, utilizando dados trimestrais de 2009 até 2019, foi construído uma regressão por MQO de spread bancário com variáveis de competição, risco, alavancagem, volume de crédito e Selic escolhidas com base na literatura. Todas os coeficientes das variáveis foram estatística e economicamente significantes, com a oferta de crédito como principal fator que influencia o spread.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação