A estagnação japonesa explicada através do behavioral economics

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Oliveira, Vinicius de Bragança Müller e
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2018
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O Japão é uma das mais relevantes economias mundiais, tendo se reerguido de maneira notória após a Segunda Guerra, a qual o país saiu extremamente debilitado. Seu crescimento econômico foi tamanho, que muitos economistas viam o país como possível principal economia do século XXI, e não mais os Estados Unidos da América. Isso ocorreu até a estagnação econômica de 1990, que ainda têm reflexo na nação até os dias atuais. O presente estudo utilizará de estudos previamente feitos a respeito do tema, e analises complementares para investigar se pode ser atribuída parcela de responsabilidade pela estagnação ao comportamento da população japonesa, e às instituições que regem estas condutas. A teoria por trás da análise baseia-se numa análise econômica via impacto do comportamento populacional japonês através da curva IS do modelo IS-LM, que demonstraria que a preocupação com o futuro, e o maior conservadorismo nipônico influenciaram a queda no consumo da população. Por fim, o estudo mostra que existe uma alta correlação entre esses índices, e que é possível atribuir a estagnação ao comportamento mais conservador da população.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Oliveira, Vinicius de Bragança Müller e
Área do Conhecimento CNPQ
Citação