Preço de transferência nas operações de importação, sob o viés de evitar a bitributação econômica.

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Braga, Régis Fernando Ribeiro
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2019
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente estudo tem o objetivo de analisar as regras de preço de transferência previstas na legislação interna e aquelas “sugeridas” pela OCDE, no âmbito da importação, sob o viés de evitar a bitributação internacional. Inicialmente, no primeiro capítulo, serão realizadas breves considerações introdutórias sobre o preço de transferência e as principais diferenças entre o princípio de Arm’s Length (adotado pela OCDE) e o princípio da praticidade (adotado pela legislação brasileira). Ainda nesta etapa inicial também será abordado - dentro do atual momento político e econômico do país - a viabilidade e o efetivo custo ao Brasil para se tornar membro permanente da Organização de Cooperação de Desenvolvimento Econômico (OCDE), o que o tornaria mais atraente ao mercado externo para receber investimentos. Nos capítulos seguintes, serão demonstrados todos os métodos de preço de transferência delimitados na legislação brasileira às operações de importação, utilizando-se margens fixas. Em seguida, serão examinados os métodos indicados pela OCDE para atribuir o preço de transferência nas operações entre empresas vinculadas com sede em diferentes jurisdições. Por fim, após feito análise crítica e a consequente comparação das regras de preço de transferência delimitadas pelo ordenamento jurídico brasileiro (princípio da praticidade) e aquelas previstas na OCDE (princípio Arm’s Length), será proposto o mais adequado para ser utilizado nas operações entre empresas vinculadas, com sede em jurisdições distintas.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação