Déficits gêmeos: uma abordagem teórica e empírica

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Leite Neto, Fernando Ribeiro
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2011
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O trabalho analisa a teoria dos déficits gêmeos, na qual argumenta que um déficit público causa um déficit em conta corrente. Não se pode levar em consideração apenas as identidades contábeis e sim os mecanismos pelo qual um déficit do governo pode causar um défici em conta corrente. É analisado tanto a teoria convencional quanto a sob a ótica Pós-Keynesiana, na qual o investimento precede a poupança. Além disso é feito um estudo empírico para o Brasil no período compreendido entre 1995 e 2009, utilizando-se da técnica do Var. Conclui-se que o mecanismo pelo qual um déficit público pode causar um em conta corrente é via apreciação do câmbio real, o que ocorre com determinadas circunstancias. Ou seja, não há uma relação consistente. A parte empírica rejeita essa tesa para o período analisado, indicando a presença de equivalência Ricardiana.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação