Custos e ganhos sociais do ajuste estrutural na África subsaariana: análise das críticas e defesas dos programas de ajuste

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Vieira, Heleno Piazentini
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este trabalho objetiva estudar os ganhos e custos sociais dos programas de ajuste estrutural pelos quais a grande maioria das economias da África Subsaariana passou ao longo das décadas de 1980 e 1990. A análise foca nos impactos de algumas das políticas adotadas aos grupos mais vulneráveis do continente, os mais pobres e as mulheres, além de impactos ambientais, considerando os canais pelos quais eles poderiam ser afetados e como isso ocorreu no continente. Para isso olhase para diversos autores e argumentos que procuraram explicar e mensurar esses impactos. É por meio da análise da força dessas teorias e dessas evidências que se derivam as conclusões de como se deu o impacto dessas políticas. Embora os estudos considerados não representem todo o universo de trabalho sobre o assunto, são bons representantes dos principais argumentos a favor e contra as reformas implantadas. Foram consideradas as políticas e reformas que mais diretamente podiam afetar a vida dos mais pobres, como corte de gastos, flexibilização do mercado de trabalho, política cambial e política agrícola, embora se tenha elucidado também o fundamento teórico de outras políticas adotadas. De forma geral, concluise que a falta de um olhar mais direto e atento às estruturas específicas do funcionamento da economia de cada país e à distribuição de poder e renda nas diversas sociedades impediu que as reformas propostas beneficiassem os mais pobres. Mesmo quando as políticas tinham um viés a seu favor, a crença na receita “one size fits all” impediu que os ganhos fossem ainda maiores. O crescimento econômico e o investimento também são fatores importantes para o desenvolvimento social desses países, embora não suficientes, e também foram prejudicados pela ausência de um olhar mais criterioso à dinâmica específica de cada economia.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Leite Neto, Fernando Ribeiro
Oliveira, Vinicius de Bragança Müller e
Área do Conhecimento CNPQ
Citação