O liberalismo na economia política clássica

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Leite Neto, Fernando Ribeiro
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2013
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Na teoria econômica moderna, o liberalismo é caracterizado por aspectos tais que o fazem se distanciar do liberalismo proposto nas primeiras formulações da teoria econômica clássica, quando esta ainda via na política e na filosofia uma forma de melhor compreender as relações entre sociedade e trocas econômicas. O liberalismo contemporâneo apresenta-se como um sistema onde deve haver o mínimo de participação governamental na economia, através da desregulamentação das trocas econômicas, liberdade ao agente e crença no sistema de livre mercados. O liberalismo econômico clássico, por outro lado, constitui-se a partir de diferentes concepções e visões de mundo: liberalismo clássico atribuía ao Estados e às instituições formais e informais papel primordial para o sucesso do desenvolvimento econômico e social. No liberalismo clássico, cujas raízes estendem-se às lutas pela liberdade de culto religioso no Europa Ocidental ao longo dos séculos XVI e XVII, o indivíduo coloca-se como o que realmente é: membro de um todo maior, a sociedade. Ainda que estruturalismos não se desenhem na história intelectual anterior ao século XIX, tinha-se claro na aurora do liberalismo que os diversos conjuntos de características morais e éticas (o Direito Natural) constituíam os valores que sustentava a formulação das instituições formais e informais.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação