A sustentabilidade no brasil: conceitos que delimitam a responsabilidade social corporativa e o desempenho financeiro

dc.contributor.advisorFerreira, Luciana Carvalho de Mesquita
dc.contributor.authorAndrade, Raquel Keiko De Sales
dc.coverage.spatialSão Paulopt_BR
dc.creatorAndrade, Raquel Keiko De Sales
dc.date.accessioned2021-09-13T03:12:07Z
dc.date.accessioned2021-04-13T21:19:32Z
dc.date.available2021-09-13T03:12:07Z
dc.date.available2017
dc.date.available2021-04-13T21:19:32Z
dc.date.issued2017
dc.date.submitted2017
dc.description.abstractO papel da firma como agente social de mudança é um tema bastante discutido dentro da teoria de administração, sendo o retorno para o acionista um dos principais pontos de discordância relacionados a esse tipo de iniciativa. Por outro lado, a existência de um relativo gap de informações quantitativas sobre o tema no Brasil dificulta o desenvolvimento e aprofundamento das análises dessa relação das empresas atuantes no país. A divulgação das respostas das empresas participantes da carteira ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) da BM&F permitiu que se construísse um indicador de sustentabilidade comparável entre as empresas e ao longo dos anos. Embora a instituição possua essas informações, ela não divulga os resultados das empresas de forma desagregada e, por isso, a proposta de construção desse indicador seria contribuição para futuras pesquisas acadêmicas sobre o tema no Brasil. Além disso, seguindo a proposta de Barnett (2007), um dos objetivos deste estudo é o aprofundamento da compreensão dos fundamentos por trás das diferenças de retorno observadas entre as empresas. Nesse sentido, a hipótese levantada está relacionada à existência de uma relação curvilínea entre o desempenho corporativo social e o desempenho financeiro. Ela foi baseada no framework proposto e testado por Barnett e Salomon (2012) de que o retorno financeiro advindo do desempenho social das empresas depende da capacidade acumulada que elas possuem de influenciar o stakeholder (SIC – Stakeholder Influence Capacity). Dessa forma, a construção do indicador de desempenho social proposto permitiu que a hipótese da existência de uma relação quadrática entre a performance corporativa social e o desempenho financeiro fosse testada para as empresas atuantes no Brasil.pt_BR
dc.description.otherThe role of the firm as agent of social change is a much-discussed topic within management theory, with shareholder’s return being one of the main points of disagreement related to this type of initiative. On the other hand, the existence of a relative gap of quantitative information on the subject in Brazil makes it difficult to develop and deepen the analysis of this relationship for the companies operating in the country. The disclosure of the responses of the companies participating in the BM & F ISE (Corporate Sustainability Index) portfolio allowed the construction of a comparable sustainability indicator among companies and over the years. Although the institution has this information, it does not disclose the results of the companies in a disaggregated way and, therefore, the proposal to construct this indicator would contribute to future academic research on the subject in Brazil. In addition, following Barnett's (2007) proposal, one of the objectives of this study is to deepen the understanding of the fundamentals behind the observed differences of return among companies. In this sense, the hypothesis raised is related to the existence of a curvilinear relationship between corporate social performance and financial performance. It was based on the framework proposed and tested by Barnett and Salomon (2012) that the financial return from corporate social performance depends on their accumulated capacity to influence the Stakeholder Influence Capacity (SIC). Thus, the construction of the proposed social performance indicator allowed the hypothesis of the existence of a quadratic relationship between social corporate performance and financial performance to be tested for companies operating in Brazil.pt_BR
dc.format.extent62 p.pt_BR
dc.identifier.urihttps://www.repositorio.insper.edu.br/handle/11224/2693
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rights.uriTODOS OS DOCUMENTOS DESSA COLEÇÃO PODEM SER ACESSADOS, MANTENDO-SE OS DIREITOS DOS AUTORES PELA CITAÇÃO DA ORIGEM.pt_BR
dc.subjectResponsabilidade Social Corporativa. Desempenho Social. Stakeholder Influence Capacity. ISE.pt_BR
dc.subjectCorporate social responsibility. Social performance. Stakeholder Influence Capacity. ISEpt_BR
dc.titleA sustentabilidade no brasil: conceitos que delimitam a responsabilidade social corporativa e o desempenho financeiropt_BR
dc.typemaster thesis
dspace.entity.typePublication
local.contributor.boardmemberSANDRO CABRAL
local.contributor.boardmemberOrellano, Verônica Inês Fernandez
local.typeDissertaçãopt_BR
relation.isBoardMemberOfPublication76c81ecd-5a8e-48de-9d12-b62cebc2e626
relation.isBoardMemberOfPublication.latestForDiscovery76c81ecd-5a8e-48de-9d12-b62cebc2e626
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Dissertação Raquel Andrade_revisada.pdf
Tamanho:
866 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
N/D
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição: