O ouro como instrumento de proteção ao investidor brasileiro

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Lyrio, Marco Túlio Pereira
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2015
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Através de evidências empíricas da economia brasileira, este trabalho procura investigar como o ouro pode funcionar como alternativa para os investidores domésticos se protegerem da desvalorização do real, em termos de moedas estrangeiras (através de variações nas taxas nominais de câmbio) e em termos de bens domésticos (como consequência do processo inflacionário) em um horizonte mensal. Estende-se essa análise para o longo prazo utilizando o conceito de variáveis cointegradas. Ainda, é estudada a sensibilidade de retornos em ouro ao desempenho do mercado de ações brasileiro através de estimações para o parâmetro beta do Modelo de Precificação de Ativos de Capital (CAPM). São examinados, também, momentos de crise do mercado para se entender como os retornos em reais de investimentos em ouro se comportam em relação ao mercado nessas situações específicas. Este estudo conclui que, apesar de proteger aqueles que investem no mercado de ações brasileiro (exceto em períodos de grandes crises do mercado), investimentos em ouro não parecem trazer remuneração adicional frente ao processo inflacionário e a desvalorizações cambiais em um horizonte mensal. A análise de longo prazo também não traz evidências favoráveis a uma suposta proteção a esses fatores macroeconômicos.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Martins, Sérgio Ricardo
Área do Conhecimento CNPQ
Citação