Redes de fast-food: o que determina a entrada em um novo mercado?

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Moita, Rodrigo Menon Simões
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2012
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este trabalho busca compreender e analisar a estratégia de entrada das firmas de fast-food nas cidades médias brasileiras. De acordo com o senso comum, e com a literatura clássica sobre organização industrial, é de se esperar que, ceteris paribus, a concorrência desestimule a entrada de novas firmas em um mercado. No entanto, como apresentado no recente trabalho de A. Guerra e R. Moita (2011), no Brasil as maiores empresas deste setor adotam uma estratégia conhecida como “me too” para tomar a decisão de abrir novas lojas. Para tanto, foi estimado um modelo de mínimos quadrados ordinários com a data de entrada das redes de fast-food nos municípios do Brasil. Os resultados apontam que no geral as redes de fast-food não adotam a estratégia “me too” e procuram entrar em novos mercados visando o monopólio.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação