Análise de previsibilidade do excesso de retorno cambial brasileiro utilizando um modelo com dois fatores de risco

dc.contributor.advisorLyrio, Marco Túlio Pereira
dc.contributor.authorRossetto, André Dal Ben
dc.coverage.spatialSão Paulo, SPpt_BR
dc.creatorRossetto, André Dal Ben
dc.date.accessioned2021-09-13T03:19:54Z
dc.date.accessioned2019-07-13T00:59:09Z
dc.date.available2021-09-13T03:19:54Z
dc.date.available2017
dc.date.available2019-07-13T00:59:09Z
dc.date.issued2017
dc.date.submitted2017
dc.description.abstractDesenvolvimentos recentes no campo da determinação da taxa de câmbio atrelam o prêmio de risco cambial a dois fatores de risco, o diferencial da taxa de juros entre ativos equivalentes denominados em moedas estrangeira e doméstica e um termo associado à Paridade do Poder de Compra. Enquanto o primeiro fator tem maior relevância no curto prazo, há uma reversão desta característica com o passar do tempo e o segundo fator passa a ser mais relevante no longo prazo. Dahlquist e Penasse (2017) desenvolveram um modelo de previsibilidade do excesso de retorno cambial baseado nesses dois fatores de risco, o qual foi utilizado para estudar o comportamento das taxas de câmbio entre economias desenvolvidas com alta renda. O trabalho aqui desenvolvido aplica esta mesma metodologia para a moeda brasileira, real, frente ao dólar, euro, libra esterlina e uma cesta com estas as três moedas estrangeira igualmente distribuídas. O principal objetivo deste trabalho é verificar se os achados do modelo de Dahlquist e Penasse (2017) em termos de previsibilidade e comportamento dos fatores de risco se repetem quando aplicados à moeda brasileira.pt_BR
dc.description.otherNew developments on exchange rate determination ties the currency risk premium to two risk sources, interest rate differential between risk free assets denominated in foreign and domestic currency and a term associate to the Purchase Power Parity. As long as the first source is more relevant in the short term, there is a reverting behavior and the second source becomes more relevant in the long run. Dahlquist and Penasse (2017) have developed a predictivity model to currency excess return based on these two risk sources which was applied in an exchange rate study for high income and developed economies. The present work applies the same methodology to Brazilian currency, Real, in its relation to American Dollars, European Euros, Britsh Pounds and an equally weighted Portfolio of these three foreign currencies. This work main objective is verify if Dahlquist and Penasse (2017) model findings in terms of predictability and risk sources behavior are comparable when it is applied to Brazilian currency.pt_BR
dc.format.extent42 p.pt_BR
dc.identifier.urihttps://www.repositorio.insper.edu.br/handle/11224/2260
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rights.uriTODOS OS DOCUMENTOS DESSA COLEÇÃO PODEM SER ACESSADOS, MANTENDO-SE OS DIREITOS DOS AUTORES PELA CITAÇÃO DA ORIGEM.pt_BR
dc.subjectParidade coberta da taxa de juros, Paridade descoberta da taxa de juros, Paridade do poder de compra, Taxa de câmbio, Diferencial da taxa de juros, Taxa real de câmbio, Modelo cambial, Previsibilidade cambialpt_BR
dc.titleAnálise de previsibilidade do excesso de retorno cambial brasileiro utilizando um modelo com dois fatores de riscopt_BR
dc.typemaster thesis
dspace.entity.typePublication
local.contributor.boardmemberBrito, Ricardo Dias De Oliveira
local.contributor.boardmemberNunes, Clemens
local.typeDissertaçãopt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
ANDRÉ DAL BEN ROSSETTO_Trabalho.pdf
Tamanho:
980.19 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
N/D
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição: