A evolução da taxa de juros e o comportamento dos investidores pessoa física no Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Rocha, Ricardo Humberto
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2019
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Após o período de hiperinflação, o Brasil convive com uma taxa de juros muito mais comportada, sendo atualmente a mais baixa em toda série histórica. Isso fez com que os investidores deixassem de obter ganhos exuberantes em investimentos de baixo risco. Na visão de Herman; Lima e Lima (2013), uma queda na taxa de juros faz com que a bolsa de valores se valorize. Sendo assim, o objetivo do trabalho foi quantificar esse ganho ou perda do índice Ibovespa quando há mudanças na taxa Selic, controlando por outros fatores que também interferem no mercado acionário como o risco país, sendo representado pelo Credit Default Swap, taxa de juros americana e o índice da Bolsa de Valores dos EUA, S&P 500. Além disso, o estudo busca evidenciar se os investidores pessoa física no Brasil aumentam a exposição de sua carteira de investimentos em ativos de Bolsa de Valores em momentos de queda na taxa de juros e, caso isso não aconteça, trazer respostas do que pode ter influenciado.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Malaga, Flavio Kezam
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação