Falência transnacional: breves considerações sobre o instituto e sobre a cooperação jurídica internacional como instrumento para a apuração de responsabilidades.

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Roque, Pamela Gabrielle Romeu Gomes
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2020
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente trabalho tem como objetivo abordar brevemente a inadequação da Lei n° 11.101/2005, que regula os procedimentos de recuperação judicial e falência, no que diz respeito à ausência de previsão e regulamentação das falências transnacionais, assim como as hipóteses em que a derrocada financeira de empresa não é ocasionada por um crise no mercado ou qualquer outra razão que não a própria gestão patrimonial da sociedade, mediante o cometimento de ilícitos e a utilização do instituto da cooperação jurídica internacional com vistas a viabilizar a apuração e coleta de provas das responsabilidades quando identificadas operações financeiras, societárias e afins em uma ou mais jurisdições. O tema carece de debate e aprimoramento, razão pela qual são trazidas variáveis e possibilidades que possam ensejar um debate acadêmico e soluções mais adequadas na coleta de provas que demandem a colaboração entre jurisdições, acarretando em uma melhoria no sistema da cooperação jurídica internacional e da falência transnacional, para que a administração e liquidação dos ativos do devedor, inclusive quando forem identificados recursos desviados da sociedade que se tornou insolvente possa ser mais eficaz em benefício dos credores.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação