Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/3362
Tipo de Documento: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Suicídio de Policiais Militares do Estado de São Paulo
Autor(es): Reis, Guilherme Soto
Banca examinadora: Cuffa, Marina de
Costa, Marcelo Marchesini da
Orientador: Cuffa, Marina de
Data da publicação: 2020
Resumo no idioma original: Dia 01 de Maio de 2020, por volta de 08h30, uma policial militar cometeu suicídio logo após praticar homicídio contra seu filho de 9 meses. Dia 03 de Maio de 2020, por volta de 04h30, um oficial da PMESP foi localizado em seu apartamento com um disparo em sua cabeça. Dia 14 de maio, um policial militar adentrou o comércio onde trabalhava sua ex-esposa, atirou na mesma e se suicidou. Dia 26 de maio, um policial militar, com menos de 3 anos de profissão, cometeu suicídio com disparo de arma de fogo na cabeça, em sua residência. O suicídio no Brasil vem crescendo e, na Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), em taxas alarmantes de três a cinco vezes maiores do que o restante da população. A proposta deste trabalho é analisar o suicídio como fenômeno coletivo, buscando os fatores relacionados à diferença do número de suicídios de policiais no Estado de São Paulo e do restante da população, e uma análise das medidas de controle internas adotadas pela corporação. Será feita uma revisão, por meio de entrevistas e análise de dados estatísticos, do histórico de tais medidas de controle internas. Espera-se assim, verificar a eficácia de tais medidas, se estas podem ser aprimoradas e se outras podem ser adotadas, direcionando tais medidas aos principais fatores de risco identificados.
Palavras-chave no idioma original: Suicídio; Polícia Militar do Estado de São Paulo; Policiais Militares; Fatores de risco; Estatística; Medidas de controle; Epidemiológico
Resumo em inglês: On May 1, 2020, around 8:30 am, a military police officer committed suicide shortly after committing homicide against her 9-month-old son. On May 3, 2020, around 4:30 am, a PMESP officer was located in his apartment with a gunshot to his head. On May 14, a military police officer entered the shop where his ex-wife worked, shot her and committed suicide. On May 26, a military police officer, with less than 3 years of profession, committed suicide by shooting a gun in the head at his residence. Suicide in Brazil is growing and, at the Military Police of the State of São Paulo (PMESP), at alarming rates of three to five times higher than the rest of the population. The purpose of this work is to analyze suicide as a collective phenomenon, looking for factors related to the difference in the number of police suicides in the State of São Paulo and the rest of the population, and an analysis of the internal control measures adopted by the corporation. A review of the history of such internal control measures will be made, through interviews and analysis of statistical data. It is expected, therefore, to verify the effectiveness of such measures, whether they can be improved and whether others can be adopted, directing such measures to the main risk factors identified.
Idioma principal: Português
Aparece nas coleções:Programa Avançado em Gestão Pública

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Guilherme Soto Reis _ Trabalho.pdf1.2 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
Guilherme Soto Reis _ Termo de autorização.pdfINDISPONÍVEL - AUTORIZAÇÃO ALUNO370.43 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.