Análise empírica sobre teoria de aprendizagem e avaliação de ações

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Sanvicente, Antonio Zoratto
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2008
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Nesta dissertação, testou-se empiricamente a hipótese proposta por Pástor e Veronesi (2003) de que o múltiplo valor de mercado/patrimônio líquido (M/B) possui relação negativa com o número de anos em que a firma tem ações negociadas em bolsa (idade). A redução prevista ocorre devido ao efeito de aprendizagem por parte dos investidores. Os autores testaram esta implicação no mercado americano com base em Fama e MacBeth (1973). Nesta dissertação foi aplicada uma abordagem econométrica mais geral com a utilização de dados em painel e regressores de efeitos fixos com dados de empresas listadas no BOVESPA. A evidência observada não rejeita a hipótese proposta por Pástor e Veronesi. Adicionalmente, foram testadas algumas conjecturas sobre o processo de aprendizado. Os testes realizados indicam que a maior disponibilidade de informações sobre a empresa amplifica o efeito da idade sobre o múltiplo M/B, denotando assim um processo de aprendizagem mais rápido. O trabalho conclui que as evidências observadas no mercado brasileiro apóiam a teoria de que ocorre aprendizado pelos investidores e que anomalias empíricas podem decorrer deste processo de aprendizagem.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Pereira, Pedro Luiz Valls
Nakamura, Wilson Toshiro
Área do Conhecimento CNPQ
Citação