Os determinantes da escolarização superior: uma análise empírica para o Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2015
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A educação superior como objeto de estudo é alvo de constante debate em instituições públicas e privadas dado a sua alta correlação com a prosperidade econômica, e no Brasil isto não é diferente. Resultados insatisfatórios quanto ao nível de escolaridade brasileiro, como em ranking educacional divulgado recentemente pela Pearson, no qual entre 40 economias, o Brasil se encontra na 38º posição, são recorrentes em pesquisas e estudos. Apesar dos resultados, nos anos 2000, diferente do registrado em anos anteriores, dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) revelaram um aumento nos indicadores de matrículas e graduações em Instituições de Ensino Superior (IES). Dada a relevância do Ensino Superior para a produtividade do trabalhador, e consequente crescimento econômico, analisar o aumento das taxas de matrícula e conclusão em IES se tornou o objetivo deste artigo. Baseado em um modelo de escolha discreta entre prosseguir os estudos após o ciclo básico ou buscar alternativas, e concluir ou não os estudos em IES, os determinantes desta mudança no cenário da escolaridade superior serão investigados, com foco nas recentes políticas públicas implantadas, como FIES e PROUNI.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação