An analysis of income differentials by marital status

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Co-orientadores
Tipo de documento
Artigo Científico
Data
2008
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O casamento não oficializado, coabitação, tem se tornado cada vez mais freqüente nas últimas décadas. O objetivo deste trabalho é examinar a relação entre os salários das mulheres casadas e das solteiras ou coabitantes. A literatura a este respeito mostra que, enquanto o prêmio financeiro para o casamento é verificado em diversos estudos e países quando o objeto de estudo são os homens, o resultado para mulheres não é conclusivo. A principal inovação do presente estudo é a existência de controles para seleção, tanto na escolha em participar da força de trabalho como de alterar seu estado civil. Regressões "switching" e decomposição de Oaxaca mostram a existência de uma penalização financeira para mulheres casadas. Corrigindo para ambos os tipos de seleção, a diferença nos salários das mulheres casadas com relação às coabitantes varia entre 49% e 53%, favorecendo as coabitantes. Este resultado aponta para a existência de uma penalidade ao casamento.

Titulo de periódico
Estudos Econômicos (São Paulo)
Título de Livro
Idioma
Inglês
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação