Guerra comercial entre Estados Unidos e China e seus impactos: o caso da soja brasileira

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Martins, Dárcio Genicolo
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2022
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Desde o começo de 2018, os Estados Unidos e a China estabeleceram uma disputa comercial intensa, caracterizada fortemente pela implementação de medidas protecionistas de ambas as partes. Em uma dessas medidas, a China elevou em 25% a tarifa sobre as exportações de soja dos EUA, favorecendo o mercado de soja brasileiro. O objetivo do artigo é estimar os efeitos da guerra comercial entre Estados Unidos e China na produção e exportação de soja brasileira. Espera-se que com a alteração nos padrões mundiais de importação, o preço brasileiro de exportação aumente e, levando-se em conta que a oferta brasileira não é completamente elástica, levaria a um aumento da produção. Como consequência, espera-se também um aumento na exportação, principalmente com a China, suprindo as necessidades do país. De 2017 a 2020, observou-se um aumento de 13% na quantidade de soja exportada em kg do Brasil para a China, de acordo com a UN Comtrade. O estudo tem como objetivo estimar os efeitos da guerra comercial entre Estados Unidos e China na produção e balança comercial da soja brasileira utilizando o método econométrico de diferenças em diferenças.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Exatas e da Terra
Citação