Impacto da gestão de capital de giro na lucratividade das firmas brasileiras em diferentes ciclos econômicos

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Araujo, Michael Viriato
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A relação entre gestão de capital de giro, lucratividade das firmas e ciclos econômicos é tratada neste trabalho ao se analisar um total de 3.256 observações referentes a 241 empresas, com ações listadas na BM&FBOVESPA, de 1988 a 2015. O método econométrico aplicado à pesquisa foi o de efeitos fixos com dados organizados em painel. Apesar de os coeficientes da interação entre as variáveis de capital de giro e a dummy de recessão não terem resultado em estimativas significativas, foi possível observar o sinal dos coeficientes. Em períodos recessivos, os prazos médios de recebimento e de estoques impactaram negativamente a lucratividade tanto operacional quanto líquida das firmas, resultado coerente com a necessidade de uma estratégia de saída de risco nesse cenário macroeconômico. O prazo médio de pagamento impactou de forma negativa o retorno das firmas na recessão, e o ciclo de conversão de caixa, por sua vez, impactou positivamente o lucro operacional (retorno operacional bruto) e negativamente o lucro líquido (retorno sobre o ativo).

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Carrete, Liliam Sanchez
Lyrio, Marco Túlio Pereira
Área do Conhecimento CNPQ
Citação