Comparação entre a estrutura de capital de empresas abertas e fechadas do Brasil: as empresas com capital fechado são mais restritas financeiramente do que as companhias abertas?

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Relatório de Iniciação Científica
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A estrutura de capital das empresas é um tema bastante discutido na literatura. Desde que a discussão sobre a existência de estrutura de capital ótima (MODIGLIGANI E MILLER, 1958) foi fomentada, existiram diversos pesquisadores que alegaram ser contra ou a favor dessa ideia, como a Teoria de Pecking Order (MAYERS, 1984), a teoria de Trade-off (JENSEN e MECKLING, 1976) e a de Market Timing (BAKER e WURGLES, 2002). Com o objetivo de aumentar o valor da empresa e seu rendimento ao longo dos anos, a decisão sobre como a empresa irá se financiar é de extrema importância. Uma das principais diferenças entre as empresas de capital fechado e as abertas é a forma como se financiam. Em geral, empresas fechadas procuram recursos por meio financiamentos e empréstimos, enquanto as empresas de capital aberto, além de comumente terem a opção de se financiarem por meio de empréstimos, possuem a possibilidade de emitir títulos e ações. Esse trabalho tem como objetivo estudar se as empresas de capital fechado são mais restritas financeiramente quando comparadas com as abertas, tratando de forma econométrica, por meio de análise de regressão em painel. Como conclusão, o único fator dentre os estudados que favorecem o acesso ao crédito para as empresas, tanto abertas quanto fechadas é a sua oportunidade de crescimento.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Engenharias
Citação