Value at risk (VaR): diferentes abordagens econométricas

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Martins, Sérgio Ricardo
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2012
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente trabalho procura utilizar diferentes abordagens estatísticas para o cálculo do Value at Risk (VaR) para uma carteira de ativos exposta ao fator de risco IBOVESPA e cambial, controlado pela PTAX. O diferencial deste trabalho, no entanto, consiste em aplicar a metodologia de cópulas a fim de capturar um cenário mais fidedigno à realidade dos fatores de risco quando comparado às metodologias usuais de cálculo de risco. Isto porque, as cópulas não necessitam de hipóteses simplificadoras, como, por exemplo, pressuposição de normalidade e que, por vezes, acabam gerando resultados menos assertivos. Sendo assim, as metodologias comparativas tendem a ser menos fidedignas na modelagem dos fatores de risco. Logo, é esperado que, ao fazer o backtesting dos modelos, o mesmo consiga capturar variações do VaR com maior eficiência.

Palavras-chave
Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação