Rebanho bovino de corte no Brasil: Uma análise empírica de poder de mercado

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Moita, Rodrigo Menon Simões
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2009
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Esta dissertação analisou a cadeia de carne bovina no Brasil com a finalidade de identificar a existência de poder de mercado entre produtores rurais e frigoríficos no país. A motivação para se fazer esse estudo vem de um cenário de consolidação, mudança e crescente desconfiança, entre essas partes. Para alcançar o objetivo proposto, o estudo foi dividido em uma parte teórica e uma empírica. A parte teórica aborda conceitos de custos de transação e assimetria de informação e como esses custos podem determinar a criação de poder de mercado em um setor. Além disso, é feita a caracterização do setor de carne bovina no Brasil e como foi sua evolução desde a década de 80 até hoje. A parte empírica, para definir se há ou não poder de mercado, foi feita utilizando-se da técnica desenvolvida por Bresnahan e Lau (1982), chamada Nova Organização Industrial Empírica (NEIO) e adaptada para oligopsônios por Perekhozhuk et. al (2009). Os dados utilizados referem-se ao estado de São Paulo e para ele foi calculado um parâmetro de conduta que mede o grau de poder de mercado.Os resultados apontam a existência de poder de mercado por parte dos frigoríficos em relação aos produtores no estado de São Paulo.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Andrade, Eduardo De Carvalho
Azedo, Paulo Furquim De
Área do Conhecimento CNPQ
Citação