Acelerando negócios no Brasil: um estudo comparativo entre aceleradoras de impacto e tradicionais

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2019
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Diversos autores têm examinado o papel dos negócios de impacto, definidos como empresas híbridas que objetivam solucionar necessidades e demandas sociais e/ou ambientais da sociedade, enquanto se mantêm economicamente rentáveis. Para tal, em seus primeiros anos de operação, um grande número de startups de impacto procura por aceleradoras a fim de serem suportadas em sua busca por geração de impacto social. No entanto, ainda há poucos estudos que visam entender como a aceleração de impacto se diferencia do modelo de aceleração tradicional e como tais fatores são percebidos pelas startups. Nesse sentido, o presente estudo realizou uma comparação entre as aceleradoras de impacto e as tradicionais, que são voltadas a startups de foco mais amplo. A metodologia empregada foi de um estudo qualitativo, de natureza exploratória, cuja principal técnica de coleta de dados deu-se por meio de entrevistas em profundidade realizadas pessoalmente com aceleradoras e empreendedores que passaram por programas de aceleração. Os resultados sugerem possíveis diferenças entre os dois tipos de aceleradoras, com reflexos para o entendimento sobre como podem gerar benefícios aos empreendedores. Primeiro, por serem mais orientadas à missão de resolver problemas sociais complexos, as aceleradoras de impacto tendem a ter mais ênfase na intencionalidade do empreendedor, fator que se inicia no processo de seleção das startups. Essa maior tendência a ter mais atenção nos empreendedores se explica pois as aceleradoras tentam garantir que eles estejam realmente conectados a seu propósito. Assim, em vista de seu objetivo híbrido, as aceleradoras de impacto demandam maior engajamento presencial dos empreendedores durante a aceleração, principalmente na construção de KPIs (Key Performance Indicators) de impacto e na busca por equilíbrio entre missão e sustentabilidade financeira. Estes achados contribuem à literatura de empreendedorismo social e aceleração de negócios, bem como aos profissionais da área que objetivam ampliar seu conhecimento acerca do tema e compreender possíveis elementos para melhoria de performance.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Ramos, Carla Sofia Dias
Comini, Graziella Maria
Área do Conhecimento CNPQ
Citação