Competição e decisão de entrada: Cooperativas de Crédito vesus Bancos Públicos e Privados

dc.contributor.advisorBarbosa, Klenio De Souza
dc.contributor.authorPersike, Marisa Petry
dc.coverage.spatialSão Paulo, SPpt_BR
dc.creatorPersike, Marisa Petry
dc.date.accessioned2021-09-13T03:21:38Z
dc.date.accessioned2021-04-17T23:31:20Z
dc.date.available2021-09-13T03:21:38Z
dc.date.available2018
dc.date.available2021-04-17T23:31:20Z
dc.date.issued2018
dc.date.submitted2018
dc.description.abstractO objetivo central deste trabalho é identificar como a entrada de cooperativas de crédito é afetada pelos bancos públicos ou privados através do tamanho mínimo de mercado para comportar essas estruturas de crédito, utilizando o modelo de proposto por Coelho, Mello e Resende (2013). Para isso verificamos diferentes cenário de quantidades de bancos, sendo que todos possuem ao menos uma cooperativa de crédito operando, para verificar o comportamento de cada agente. Utilizamos dados de 2015 / 2016 disponibilizados pelo Banco Central do país e pelo IBGE, sendo o tamanho de mercado a renda total da população adulta. Verificou-se que o duopólio de cooperativa de crédito necessita de um tamanho de mercado 249% maior do que o monopólio para mercados com apenas esse setor operando, enquanto duopólios de cooperativas com bancos públicos ou privados não precisam de um incremento tão substancial, sendo de 15% e 21% respectivamente. Esse resultado indica complementariedade entre os segmentos bancários, contrariando a posição de concorrência esperada. Estendemos o estudo isolando o efeito por região do Brasil, quando constatamos que a região Sul é aquela que precisa de menor mercado para operar.pt_BR
dc.description.otherThe main objective of this study is to identify how the entry of credit unions is affected by public or private banks through the minimum market size to accommodate these credit structures, using the model proposed by Coelho, Mello and Resende (2013). For this, we verify different scenarios of amounts of banks, all of which have at least one credit union operating to verify the behavior of each agent. We used data from 2015/2016 made available by the Central Bank of Brazil and IBGE, and to calculate the market size we used the total income of the adult population. It was found that the credit union duopoly needs a market size 249% greater than the monopoly for markets with only that sector operating, whereas duopolies of credit union with public or private banks do not need a substantial increase, being 15% and 21% respectively. This result indicates complementarity between the banking segments, contrary to the expected competition position. We extended the study by isolating the effect by region of Brazil, when we found that the South region is the one that needs a smaller market to operate.pt_BR
dc.format.extent52 p.pt_BR
dc.identifier.urihttps://www.repositorio.insper.edu.br/handle/11224/2765
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rights.uriTODOS OS DOCUMENTOS DESSA COLEÇÃO PODEM SER ACESSADOS, MANTENDO-SE OS DIREITOS DOS AUTORES PELA CITAÇÃO DA ORIGEM.pt_BR
dc.subjectsetor bancário, cooperativas, modelo de entrada, competição bancária.pt_BR
dc.subjectbanking sector, credit union, entry model, banking competition.pt_BR
dc.titleCompetição e decisão de entrada: Cooperativas de Crédito vesus Bancos Públicos e Privadospt_BR
dc.typemaster thesis
dspace.entity.typePublication
local.contributor.boardmemberMoita, Rodrigo Menon Simoes
local.contributor.boardmemberRocha, Bruno De Paula
local.typeDissertaçãopt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Dissertacao- Marisa Petry Persike.pdf
Tamanho:
1.94 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
N/D
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição: