Medidas de expectativa de inflação nos Estados Unidos estudo comparativo

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Araújo Júnior, Eurilton Alves
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2009
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A utilização da taxa de inflação implícita como proxy para a expectativa da inflação do mercado americano, embora seja amplamente utilizada, não é isenta de viés. Esta medida é calculada extraindo-se a taxa dos títulos norte americanos indexados à inflação (TIPS) da taxa dos juros nominais (Notes). Porém, por serem estas negociadas no mercado aberto, englobam em si prêmios de liquidez e de risco. Este trabalho utilizou a alternativa criada pelo Federal Reserve of Cleveland, onde a série original da inflação implícita é ajustada de modo a extrair o viés causado por estes prêmios. Estudou-se as diferenças básicas entre as séries ajustada e não ajustada, a fim de compreender se esta discrepância seria de fato significativa. Comparando-se as duas séries, percebe-se que, embora elas reflitam as mesmas quebras de trajetória, apresentam diferenças estatisticamente significativas nos níveis de inflação, quer sejam positivas ou negativas, e na tendência da volatilidade. Finalmente, conhecer as diferenças entre os valores de ambas as taxas, ajustada e não ajustada, permite melhor acompanhamento do risco, principalmente em épocas de crise.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Brito, Ricardo Dias de Oliveira
Monteiro, Rogério da Costa
Área do Conhecimento CNPQ
Citação