A discordância nas expectativas de inflação no Brasil: um estudo empírico

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Brito, Ricardo Dias De Oliveira
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2017
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
As expectativas dos agentes assumem um papel central na análise econômica e a assimetria na formação dessas expectativas pode gerar distorções em modelos clássicos. No entanto, a disparidade de expectativas é um aspecto naturalmente observado no contexto prático e empírico. O objetivo desse artigo é apresentar uma revisão da literatura que aborda a discordância nas expectativas de inflação, aplicando ao contexto brasileiro o modelo sugerido por Mankiw, Reis e Wolvers (2004). Dessa forma, busca documentar a extensão da dispersão nas expectativas de inflação desde a introdução da pesquisa Focus pelo Banco Central do Brasil e analisar a relação entre essa discordância e outros indicadores econômicos, como o nível da inflação observada, a variação na inflação corrente e o hiato do produto. O estudo apresenta resultados similares aos encontrados nos dados norte-americanos, indicando que a discordância (i) aumenta junto aos aumentos na inflação observada, (ii) aumenta quando há uma mudança acentuada na inflação observada (para qualquer lado); e (iii) não demonstra relação significante com o hiato do produto quando analisado em conjunto com as variáveis anteriores. Estas similaridades sugerem potencial consistência no comportamento de agentes em diferentes contextos empíricos.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Bueno, Rodrigo De Losso Da Silveira
Área do Conhecimento CNPQ
Citação