Estrutura a termo da taxa de juros brasileira: um exercício de estimação e previsão

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Martins, Sergio Ricardo
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
No presente trabalho será estimada e projetada a estrutura a termo da taxa de juros brasileira. Para tal, é utilizado o modelo de Nelson-Siegel adaptado (Diebold, Rudebusch e Aruoba (2006)), no qual os fatores latentes determinam o nível, a inclinação e a curvatura da estrutura a termo. O modelo inclui variáveis macroeconômicas observáveis relativas à atividade, inflação e risco soberano com o objetivo de melhorar estimação e previsão. Os componentes exponenciais de Nelson-Siegel, interpretados como fatores, são representados em espaço estado na equação de observação. O vetor de estado, que inclui as variáveis macroeconômicas, tem a sua dinâmica descrita por um vetor autorregressivo de primeira ordem. Mediante projeção dos estados, é construída a curva de juros 12 meses à frente. As variáveis macroeconômicas e os fatores latentes são avaliados com funções de impulso resposta. As evidências não são conclusivas, mas favoráveis à inclusão de fatores macroeconômicos quando o interesse é de curto a médio prazo.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação