Uso de empresas comparáveis na estimação do beta de empresas fechadas

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Araujo, Michael Viriato
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2014
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O objetivo deste trabalho é testar a eficácia do modelo de análise da empresa comparável sob a ótica do mercado brasileiro analisando se as empresas brasileiras listadas em bolsa de valores podem servir como proxy para o cálculo dos betas de empresas fechadas. Assim, estende-se o trabalho de Bowman & Bush (2006) que analisou o modelo aplicando a empresas americanas. Os resultados obtidos evidenciam a importância do modelo. O modelo fornece uma estimativa razoável do beta quando as empresas comparáveis são semelhantes em tamanho para as empresas fechadas. Quando as empresas comparáveis são maiores do que as empresas fechadas há uma tendência de queda significativa na estimativa. Foi verificado também que aumentando a comparabilidade das empresas, pelo setor industrial, em troca da diminuição da amostra não resulta em melhora a estimativa de beta. Adicionando variáveis de controle à regressão é possível melhorar a estimação do beta, variáveis que se mostraram estatisticamente significantes são: tamanho, BTM e crescimento e principalmente o grau de alavancagem operacional.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Lyrio, Marco Tulio Pereira
Rochman, Ricardo Ratner
Área do Conhecimento CNPQ
Citação