Modelagem da interação competitiva em preço no mercado de FMCG

dc.contributor.advisorMoita, Rodrigo Menon Simoes
dc.contributor.authorPanserini, Ricardo Cesar
dc.coverage.spatialSão Paulo, SPpt_BR
dc.creatorPanserini, Ricardo Cesar
dc.date.accessioned2021-09-13T03:19:23Z
dc.date.accessioned2019-07-11T21:25:10Z
dc.date.available2021-09-13T03:19:23Z
dc.date.available2016
dc.date.available2019-07-11T21:25:10Z
dc.date.issued2016
dc.date.submitted2016
dc.description.abstractNo ambiente de negócios atual é fundamental compreender e prever os padrões nas tomadas de decisão dos concorrentes, sendo as escolhas relativas a preço certamente uma das mais relevantes, afetando drasticamente a demanda, tanto da própria empresa, quanto de seus concorrentes no caso de mercados de bens diferenciados. O presente trabalho se propõe a evoluir no estudo das funções de reação em preço das empresas, replicando e ampliando os estudos de Moita & Silva (2013) e Lazzarini, (2006) para o mercado de FMCG, ou Fast Moving Consumer Goods (bebidas, higiene diária, comida industrializada, etc), não apenas incluindo novas variáveis nos modelos conhecidos, mas também utilizando a função de reação para melhorar a assertividade dos modelos de previsão de demanda. Com os dados mensais de preço e venda de 6 marcas em 3 categorias (líder e sub-lider) foi possível a construção justamente de funções de reação em preço (1º modelo) em que as variações de preço de uma marca são explicadas, por exemplo, pela variação de preço de seu concorrente e inflação; a elaboração de um modelo de demanda (2º modelo), que explica as variações de Market Share se utilizando das mudanças de preço, tanto da própria marca, quanto do concorrente; e por fim, introduzir o estimador de preço do concorrente no 2º modelo a fim de avaliar a hipótese de que esse estimador teria a capacidade de melhorar a assertividade do 2º modelo na previsão de Market Share futuro quando comparado ao cenário em que não há informação sobre a futura alteração de preço da outra marca. A análise dos resultados mostrou que, embora, o padrão de comportamento varie entre marcas e categorias, há claros movimentos de reação, em que uma marca segue a decisão de preço de seu concorrente. Também foi possível constatar a tendências as marcas acompanharem os movimentos da inflação. Por fim, a utilização da função de reação foi capaz de melhorar a assertividade do modelo de demanda ao incluir um estimador de qual seria o movimento de preço do concorrente.pt_BR
dc.description.otherIn today's business environment, it is essential to understand and predict the standards in competitors' decision-making, with price choices certainly one of the most relevant, affecting drastically the demand of both the company itself and its competitors in the case of Differentiated goods. The present paper proposes to evolve in the study of the functions of reaction in price of the companies, replicating and expanding the studies of Moita & Silva (2013) and Lazzarini, (2006) for the FMCG market, or Fast Moving Consumer Goods, Daily hygiene, industrialized food, etc.), not only including new variables in the known models, but also using the reaction function to improve the assertiveness of demand forecasting models. With the monthly price and sale data of 6 brands in 3 categories (leader and sub-leader) it was possible to construct exactly the functions of reaction in price (1st model) in which the price changes of a brand are explained, for example , By the price variation of its competitor and inflation; The elaboration of a demand model (2nd model), which explains the variations of Market Share using the price changes, both the brand itself and the competitor; And finally, to introduce the competitor's price estimator in the 2nd model in order to evaluate the hypothesis that this estimator would have the ability to improve the assertiveness of the second model in the future Market Share forecast when compared to the scenario where there is no information on The future price change of the other brand. The analysis of the results showed that although the pattern of behavior varies between brands and categories, there are clear reaction movements, where a brand follows the price decision of its competitor. It was also possible to verify the trends of the brands accompanying the movements of inflation. Finally, the use of the reaction function was able to improve the assertiveness of the demand model by including an estimator of what the competitor's price movement would be.pt_BR
dc.format.extent36 p.pt_BR
dc.identifier.urihttps://www.repositorio.insper.edu.br/handle/11224/2243
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rights.uriTODOS OS DOCUMENTOS DESSA COLEÇÃO PODEM SER ACESSADOS, MANTENDO-SE OS DIREITOS DOS AUTORES PELA CITAÇÃO DA ORIGEM.pt_BR
dc.subjectMicroeconomia; organização industrial; função de reaçãopt_BR
dc.titleModelagem da interação competitiva em preço no mercado de FMCGpt_BR
dc.typemaster thesis
dspace.entity.typePublication
local.contributor.boardmemberMoita, Rodrigo Menon Simoes
local.contributor.boardmemberSERGIO GIOVANETTI LAZZARINI
local.contributor.boardmemberOrellano, Veronica
local.typeDissertaçãopt_BR
relation.isBoardMemberOfPublication4ee022f9-7466-405d-ae1a-6b1e33f611e8
relation.isBoardMemberOfPublication.latestForDiscovery4ee022f9-7466-405d-ae1a-6b1e33f611e8
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Ricardo Cesar Panserini_Trabalho.pdf
Tamanho:
766.5 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
N/D
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição: