A disparidade de gênero no mercado de trabalho: uma perspectiva do meio rural.

dc.contributor.advisorTeixeira, Adriano Dutrapt_BR
dc.contributor.authorRocha, Natalia Seron
dc.coverage.cidadeSão Paulopt_BR
dc.coverage.paisBrasilpt_BR
dc.creatorRocha, Natalia Seron
dc.date.accessioned2023-06-01T16:54:14Z
dc.date.available2023-06-01T16:54:14Z
dc.date.issued2022
dc.description.abstractA discussão de gênero ainda carece de evidências no ramo do agronegócio. Num contexto de sociedade patriarcal e enraizada em normas sociais, as mulheres que trabalham no agronegócio ainda sofrem com a desigualdade de gênero. Esse artigo tem como finalidade analisar a evolução do rendimento de mulheres e homens no setor do agronegócio, trabalhando com a base de dados da PNAD para os anos de 2001, 2005, 2011 e 2015, utilizando a decomposição de Oaxaca-Blinder com correção de Heckman, bem como investigar possíveis disparidades em cargos de liderança. Os resultados mostraram evolução positiva nos rendimentos de ambos os grupos analisados, mas persiste a disparidade de renda por gênero, sendo 40% atribuída à diferença inexplicada (efeito estrutural). Ainda, nota-se a persistência da predominância masculina em cargos de liderança. Ainda que as proporções também tenham evoluído com o tempo, uma mulher tem, em média, 16 p.p. a menos de probabilidade de assumir um cargo de liderança no agronegócio.pt_BR
dc.description.otherThe discussion surrounding gender still lack evidence in the agribusiness field. In a context of a patriarchal society, rooted in social norms, women working in rural activities still suffer with the gender gap. This article aims to analyze and compare the evolution of earnings from men and women in agribusiness, working with PNAD for years 2001, 2005, 2011 and 2015, using the Oaxaca-Blinder decomposition with Heckman correction, as well as investigate possible gaps in leadership occupations. The results showed a positive evolution in wages of both groups, but the gender gap persists, in which about 40% of disparity is due to unexplained differences, or structural effect. Besides, the predominance of male in leadership positions persists as well. Even with the evolution of female proportion in these roles, a woman has, on average, 16 p.p. less probability of assuming high roles in agribusiness industry.pt_BR
dc.description.qualificationlevelGraduaçãopt_BR
dc.format.extent48 p.pt_BR
dc.format.mediumDigitalpt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/5675
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rights.licenseTODOS OS DOCUMENTOS DESTA COLEÇÃO PODEM SER ACESSADOS, MANTENDO-SE OS DIREITOS DOS AUTORES PELA CITAÇÃO DA ORIGEMpt_BR
dc.subjectdesigualdade de gêneropt_BR
dc.subjectagronegóciopt_BR
dc.subjectliderançapt_BR
dc.subject.keywordsgender gappt_BR
dc.subject.keywordsagribusinesspt_BR
dc.subject.keywordsleadershippt_BR
dc.titleA disparidade de gênero no mercado de trabalho: uma perspectiva do meio rural.pt_BR
dc.typebachelor thesis
dspace.entity.typePublication
local.subject.cnpqMultidisciplinarpt_BR
local.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 2 de 2
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Natalia Seron Rocha_Trabalho.pdf
Tamanho:
2.3 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Natalia Seron Rocha_Trabalho
N/D
Nome:
Natalia Seron Rocha_Termo Autorização.pdf
Tamanho:
207.52 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Natalia Seron Rocha_Termo Autorização
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
N/D
Nome:
license.txt
Tamanho:
282 B
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: