Efeitos heterogêneos imediatos da pandemia de Covid-19 na educação e trabalho de adolescentes-jovens no Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Teixeira, Adriano Dutra
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2023
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Esta monografia visa fornecer evidências de quais são os efeitos imediatos da pandemia de Covid-19 na educação e no mercado de trabalho de adolescentes-jovens (indivíduos na faixa de 14 a 17 anos de idade). Na parte teórica deste trabalho, considera-se um modelo microeconômico de acumulação de capital humano aplicado ao mercado de trabalho de adolescentes-jovens que tem como elementos cruciais: a função de produção de capital humano, a renda dos pais, bem como fatores domiciliares como a educação dos pais. Esses são elementos-chave para entender o impacto teórico da pandemia nas condições de oferta e demanda, o que influenciará a participação dos adolescentes-jovens na vida escolar e no mercado de trabalho. Na parte empírica deste trabalho, foram coletados dados da PNAD Contínua trimestral ao longo dos anos de 2019 e 2020 com intuito de observar um cenário anterior e durante a pandemia que acompanhe os mesmos indivíduos ao longo do tempo. Para investigar este efeito trabalhamos com uma metodologia de efeitos fixos em um painel de indivíduos a fim de medir quais os efeitos heterogêneos da pandemia no mercado de trabalho destes jovens, comparativamente com os trimestres dos anos anteriores. Os resultados indicam que a pandemia aumentou a probabilidade de o adolescente-jovem não estar estudando e nem trabalhando (conhecido nesta literatura como NEM NEM). Esse efeito foi ainda maior nos domicílios que não há ninguém com ensino superior, o que confirma a hipótese teórica elencada de que características domiciliares e a educação dos pais são fatores importantes na acumulação de capital humano dos adolescentes-jovens.

This monograph aims to provide evidence of the immediate effects of the Covid-19 pandemic on the education and labor market of young adolescents (individuals aged 14 to 17). In the theoretical part of this work, a microeconomic model of human capital accumulation applied to the labor market of young adolescents is considered, with crucial elements such as the human capital production function, parental income, and household factors like parental education. These are key elements for understanding the theoretical impact of the pandemic on supply and demand conditions, which will influence the participation of young adolescents in schooling and the labor market. In the empirical part of this work, data from the Quarterly Continuous National Household Sample Survey (PNAD Contínua) were collected for the years 2019 and 2020, aiming to observe a pre-pandemic and during-pandemic scenario that follows the same individuals over time. To investigate this effect, a fixed-effect panel methodology of individuals was used to measure the heterogeneous effects of the pandemic on the labor market of these young individuals, compared to previous years' quarters. The results indicate that the pandemic increased the likelihood of the young adolescents neither studying nor working (known in this literature as NEET: Not in Education, Employment, or Training). This effect was even greater in households where no one has a college education, confirming the theoretical hypothesis that household characteristics and parental education are important factors in the accumulation of human capital for young adolescents.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
pt
Notas
Membros da banca
Teixeira, Adriano Dutra
Viaro, Arthur Augusto
Área do Conhecimento CNPQ
CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Citação